Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bovespa acentua baixa e perde 2,26%; dólar sobe 0,94%, para R$ 2,560

SÃO PAULO - Confirmando a indicação proveniente do mercado futuro, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) começa a sexta-feira em território negativo. Com cerca de meia hora de pregão, o Ibovespa apresentava queda de 2,26%, para 34.

Valor Online |

306 pontos, com giro financeiro em R$ 184 milhões.

Em Wall Street os negócios ainda não começaram, mas a indicação é de forte baixa. Há pouco, os investidores receberam os dados sobre o mercado de trabalho em novembro. Superando o estimado, foram perdidos 533 mil postos de trabalho no mês passado. E a taxa de desemprego subiu para 6,7%.

Foco também nas discussões sobre o setor automotivo. Os representantes da Ford, General Motors e Chrysler continuam em Washington tentando convencer os congressistas a liberar US$ 34 bilhões. As conversas que correm pelo Congresso são de que as companhias terão que promover uma grande reestruturação em troca do dinheiro.

De volta ao mercado interno, a formação da taxa de câmbio segue bastante instável, com o dólar negociado acima de R$ 2,50. O Banco Central já vendeu moeda no mercado à vista, mas as compras prosseguem. Há pouco, a moeda era transacionada a R$ 2,560 na venda, alta de 0,94%.

Dentro do Ibovespa, Petrobras PN puxa as perdas, caindo 2,84%, para R$ 18,07, Vale PNA desvalorizava 3,91%, negociada a R$ 21,10.

Entre os bancos, Bradesco PN caía 1,87%, a R$ 23,53, e Itaú PN perdia 1,93%, negociado a R$ 26,41. As siderúrgicas também perdem valor. CSN ON opera com baixa de 3,12%, a R$ 23,25, e Usiminas PNA caía 3,80%, a R$ 21,74.

Na ponta compradora, apenas 1 dos 66 papéis do índice apresentavam alta. Sadia PN ganhava 3,07%, a R$ 3,35.

(Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG