SÃO PAULO - Além do continuado otimismo com as commodities, o bom humor no mercado externo também estimula as compras na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), que firma posição acima dos 42 mil pontos. Por volta das 13 horas, o Ibovespa apontava alta de 3,40%, aos 42.

507 pontos, com giro financeiro em R$ 2,79 bilhões.

Em Wall Street, o foco está voltado para Washington, onde os senadores estariam próximos de colocar em votação o plano de estimulo do presidente Barack Obama. Também há grande expectativa com o novo projeto de revitalização do setor financeiro, a ser anunciado na segunda-feira pelo secretário do Tesouro, Timothy Geithner. A expectativa é de que o "bad band", que concentraria ativos podres, seja implementado.

Com isso em mente, a perda de 598 mil postos de trabalho nos EUA durante o mês de janeiro, montante superior ao esperado e o pior mês desde 1974, não pesou sobre o humor do investidor americano. E, há pouco, Dow Jones ganhava 2,30%, enquanto o Nasdaq subia 2,20%.

A menor aversão ao risco que resulta em alta nas bolsas também estimula a venda de moeda norte-americana. Para a NGO Corretora, a queda preço reflete a redução nas posições compradas (apostas contra o real) no mercado futuro. Há pouco, a divisa valia R$ 2,267 na venda, queda de 0,91%.

Em linha com o preço das matérias-primas e a sinalização de menores estoques e maior demanda por transporte de minério, os papéis de commodities são o destaque no Ibovespa.

O papel PNA da Vale lidera o volume negociado, ganhando 3,57%, para R$ 32,48. Na semana, o ativo já acumula alta de 16%. O ativo ON ganhava 4,60%, para R$ 38,65.

Seguindo os pares externos, os bancos têm forte valorização. Itaú PN apontava ganho de 6,02%, a R$ 25,88, Bradesco PN subia 5,0%, a R$ 22,68, e Unibanco Unit se valorizava 6,77%, para R$ 14,66.

Entre as siderúrgicas, Usiminas PN tinha acréscimo de 5,08%, para R$ 32,46. Gerdau PN subia 3,18%, a R$ 17,16, e CSN ON aumentava 4,51%, a R$ 40,50.

Destaque de valorização segue com a ação PN da Telemar, que subia 10,55%, para R$ 30,80. A empresa anunciou a distribuição de R$ 1,2 bilhão em dividendos extraordinários, correspondentes a R$ 3,13 por ação ON ou PN, cujo pagamento será realizado no próximo dia 16. O papel ex-dividendo será negociado a partir da segunda-feira.

Na ponta de venda, Perdigão PN caía 3,28%, a R$ 30,32. Celesc PNB recuava 2,17%, para R$ 32,77, e CPFL Energia ON perdia 1,41%, a R$ 30,60. A queda nas ações de energia evidencia uma rotação nas carteiras, com os agentes saindo de papéis de caráter defensivo e se expondo mais aos bancos e empresas de matérias-primas.

(Eduardo Campos | Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.