Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bovespa abre perto da estabilidade com dados da China

A aceleração da inflação na China, combinada com a atividade mais aquecida, alimenta o receio de aumento de juros no país, o que poderia provocar um esfriamento na demanda por matérias-primas. É isso o que motiva a queda nas Bolsas e nas commodities no exterior.

Agência Estado |

No Brasil, após dois pregões de alta, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) abriu o dia perto da estabilidade. Às 11h29, o índice Bovespa (Ibovespa) caía 0,09%, aos 69.915 pontos.

A retração de 0,20% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro de 2009 veio dentro do esperado. No quarto trimestre, o PIB do Brasil cresceu 2% ante o terceiro trimestre, também de acordo com as estimativas. A surpresa da manhã no mercado financeiro doméstico é o crescimento forte das vendas no varejo em janeiro, de 2,7%, em relação a dezembro, superando as projeções dos analistas. Na comparação com o mesmo mês de 2009, as vendas do varejo aumentaram 10,40% em janeiro.

O número das vendas no varejo pode trazer impactos positivos para os preços dos papéis de empresas ligadas ao consumo. A expansão maior que o previsto também está levando parte das apostas no mercado de juros para um aumento da Selic (a taxa básica de juros da economia) já na semana que vem. Isso pode vir a ter algum efeito nas ações do setor bancário.

No entanto, os dados chineses renovaram os temores de aperto monetário em breve. O índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) da China subiu 2,7% em fevereiro, ante o mesmo mês de 2009. Em janeiro, o índice havia sido de 1,5%. Já o índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês) subiu 5,4% na mesma base de comparação, também acima do avanço de janeiro, de 4,3%.

A produção industrial chinesa cresceu 12,8% em fevereiro, em comparação com o mesmo mês de 2009. Durante os dois primeiros meses do ano, a produção industrial aumentou 20,7% ante igual período de 2009, superando os 18,5% de dezembro. Já as vendas no varejo cresceram 17,9% em janeiro e fevereiro na China, comparado ao mesmo período do ano passado.

Na Bovespa, as ações da Vale devem sofrer hoje não apenas o efeito das commodities pressionadas, mas também o da notícia de que abandonou as negociações com a China sobre o preço de referência anual para o minério de ferro, segundo o jornal chinês National Business Daily. Citando uma fonte não identificada da Hebei Iron and Steel Group, a maior siderúrgica chinesa, a reportagem afirmou que a Vale não aceitou a proposta oferecida pelos chineses.

No caso de Petrobras, com a aprovação pela Câmara da proposta de divisão igualitária entre Estados e municípios de royalties do petróleo, "foi removido mais um empecilho na direção de se fechar um projeto bem definido para o pré-sal", destacou uma fonte. Apesar da ameaça de veto pelo presidente Lula, a emenda foi aprovada por 369 votos a favor, 72 contra e duas abstenções. Os quatro projetos que definem o novo marco regulatório serão agora analisados pelo Senado.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG