A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) começa a semana no terreno negativo. No início dos negócios, o Ibovespa registrava queda de 1,19%, aos 56.944 pontos.

Na sexta-feira, a Bovespa fechou em queda de 3,15%, aos 57.630 pontos. O giro financeiro foi baixo, de R$ 4,18 bilhões.

Em semana de agenda cheia, o mercado doméstico iniciou os negócios sinalizando a pouca disposição dos investidores em assumir maiores riscos sem conhecer antes a decisão do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos), que amanhã decide sobre a taxa básica de juro no país. Na quinta-feira (dia 7), é a vez do Banco Central Europeu (BCE) e do Banco da Inglaterra (BOE, o BC inglês) anunciarem suas decisões de política monetária. Por conta das pressões inflacionárias, a expectativa dos analistas é de que os três BCs mantenham estáveis suas taxas de juros. Assim, o foco das atenções vai recair sobre os comunicados e os pronunciamentos de autoridades monetárias após as reuniões.

Na agenda do dia, o dado de inflação nos EUA mais olhado pelo Fed veio pior do que o esperado. O índice de preços dos gastos com consumo, o PCE (na sigla em inglês), teve alta de 0,8% em junho em relação a maio, o dobro do esperado. Em relação a junho do ano passado, o índice PCE subiu 4,1%. Ao mesmo tempo, a renda pessoal nos EUA avançou 0,1%, taxa sazonalmente ajustada, no menor aumento desde abril de 2007. Em maio, a renda havia crescido 1,8%.

Ações

Para as ações de primeira linha (blue chip) Vale e Petrobras, a queda das matérias-primas (commodities) no mercado internacional traz maus presságios. Em relação à mineradora brasileira, que divulga balanço na quarta-feira (dia 6), os investidores se deparam esta manhã com a notícia de que a Vale assinou ontem contrato com o estaleiro chinês Rongsheng para a construção de 12 navios, no valor total de US$ 1,6 bilhão.

Às 10h15 (de Brasília), as ações ordinárias (ON) e preferenciais classe A (PNA) da Vale caíam 2,91% e 2,47%, respectivamente.

Ainda no noticiário corporativo, o destaque vai para o Bradesco, que inaugurou esta manhã a temporada de balanços dos grandes bancos. O banco registrou no segundo trimestre lucro de R$ 2,002 bilhões, equivalente a um crescimento de 11,16% ante igual período de 2007. No primeiro semestre deste ano, o lucro do Bradesco atingiu R$ 4,105 bilhões, o que representa uma alta de 2,4% em relação ao resultado do mesmo período de 2007. No mesmo horário, as ações preferenciais (PN) do Bradesco caíam 0,50%.

Amanhã e quinta-feira saem os números dos bancos Itaú e Unibanco, respectivamente.

Dólar

O dólar vem sendo negociado em alta nesta segunda-feira. Por volta das 10h15, a moeda americana era cotada a R$ 1,567, com alta de 0,32%. Na abertura, o dólar marcou R$ 1,566. Na sexta-feira da semana passada, o dólar comercial fechou com desvalorização de 0,25%, a R$ 1,557 a compra e R$ 1,559 na venda.

Com informações do Valor Online e Agência Estado

Leia mais sobre Bovespa - dólar

    Leia tudo sobre: bovespa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.