Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Botero é investigado na Itália por suspeita de evasão fiscal milionária

Roma, 11 nov (EFE).- O pintor e escultor colombiano Fernando Botero, que vive e trabalha na Itália, está sendo investigado pela Polícia tributária do país por suspeita de evasão fiscal de 7 milhões de euros.

EFE |

A Polícia enviou uma notificação à Promotoria da província de Lucca, à qual pertence a cidade de Pietrasanta, onde Botero mora e trabalha há 30 anos, pedindo que abra uma investigação, informaram hoje fontes policiais.

Caso o processo seja aberto, Botero correria o risco de ser preso, segundo os investigadores, que suspeitam que o fato de o pintor ter fixado residência no Principado de Mônaco seja uma manobra para evadir impostos da Itália, onde vive habitualmente.

Em uma longa investigação, que começou em maio, as autoridades italianas expropriaram vários documentos de operações financeiras desde 2003 até a atualidade.

Entre a documentação bancária revisada, figura a compra e a venda de uma casa em Pietrasanta por 1,2 milhão de euros e que consta como adquirida por 607 mil euros.

Além disso, foram revisados alguns recibos das despesas da casa do escultor e várias faturas de fundição de metais. EFE mcs/wr/plc

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG