Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsas reagem com prudência ao plano do Fed

Os investidores na Europa e Ásia reagiram com precaução nesta quarta-feira ao anúncio do novo plano do Federal Reserve (Fed, banco central americano) para ajudar os compradores de imóveis e as empresas em dificuldades. Com isto, as Bolsas registram tendências díspares.

AFP |

As principais Bolsas européias abriram em baixa: Londres perdia 1,52%, Frankfurt retrocedia 0,99% e Paris 1,42%.

Os mercados seguem preocupados com a economia mundial, o que levou os investidores a realizar tomadas de lucros obtidos na terça-feira, apesar do anúncio do Fed na terça-feira de que destinará até 600 bilhões de dólares para respaldar o mercado de crédito imobiliário e US$ 200 bilhões para o crédito ao consumo.

Na Ásia, abalada pela valorização do iene em relação ao dólar, as tomadas de lucros e reclassificação para baixo da dívida da Toyota, a Bolsa de Tóquio fechou em baixa de 1,33% em um mercado em compasso de espera.

A agência de classificação financeira Fitch rebaixou para "AA" a qualificação da Toyota. A montadora japonesa perdeu assim a prestigiosa classificação "AAA" pela primeira vez em 10 anos.

Sydney também fechou no vermelho, com uma baixa de 2,3%.

No entanto, outras praças fecharam em alta: Seul (+4,7%), Hong Kong (+3,81%), Manila (+1,3%), Xangai (+0,49%), Taipé (+0,12%) e Wellington (+0,11%).

A falta de direção clara já havia sido registrada na terça-feira em Nova York, com o Dow Jones em alta de 0,43% e a Nasdaq em baixa de 0,50%.

burs-dr/fp

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG