Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsas internacionais caem; dados econômicos dos EUA estão em foco

SÃO PAULO - O aumento da taxa de desemprego nos Estados Unidos no mês passado contribuiu para alimentar os temores sobre uma possível recessão. Pela manhã, o governo americano informou que o nível de desemprego passou de 5,7% em julho para 6,1% em agosto, a marca mais expressiva desde setembro de 2003.

Valor Online |

O documento oficial mostrou ainda que a economia dos EUA perdeu 84 mil postos de trabalho no mês passado, acima do projetado por alguns analistas.

Estão em consideração ainda o fortalecimento do dólar e a queda nos preços do petróleo.

Instantes atrás em Nova York, o Dow Jones perdia 0,57%, aos 11.124,32 pontos. O Nasdaq baixava 1,03%, aos 2.235,68 pontos. O S & P 500 cedia 0,86%, ficando em 1.226,21 pontos.

Na Europa, o FTSE-100, de Londres, recuava 2,25%, para 5.241,20 pontos. O CAC-40, de Paris, somava 4.195,12 pontos, com queda de 2,53%. Em Frankfurt, o DAX diminuía 2,47%, aos 6.124,42 pontos.

Ontem, o Dow Jones caiu 2,99% e o Nasdaq cedeu 3,20%. As praças de Londres e Frankfurt registraram declínio de 2% ao menos.

(Juliana Cardoso | Valor Online, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG