Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsas europeias tombam com piora do setor bancário

SÃO PAULO - O setor bancário voltou a derrubar com força as operações nas bolsas europeias, que fecharam em baixa de mais de 2%. Preocupações com instituições do Leste Europeu e possíveis reflexos em grandes bancos da Europa Ocidental aumentaram a tensão dos investidores.

Valor Online |

O FTSE-100, de Londres, fechou com decréscimo de 2,43%, aos 4.034 pontos. Em Frankfurt, o DAX encerrou com 4.216 pontos, em queda de 3,44%. O CAC-40, de Paris, cedeu 2,94%, para 2.875 pontos.

O estresse teve início depois que a agência de classificação de risco Moody´s apontou que a retração econômica no Leste Europeu terá impacto sobre os bancos locais, atingindo também as instituições na parte ocidental.

As ações do Société Générale caíram 9,56% em Paris. Em Milão, os papéis do Unicredit declinaram 7,35%; as ações do KBC Groep cederam 12,92% em Bruxelas. Em Londres, as ações do HSBC diminuíram 6,79%.

Os agentes também repercutiram o resultado da montadora alemã Daimler, que teve um prejuízo líquido de 1,526 bilhão de euros no trimestre final de 2008. As ações da empresa caíram 4,02% em Frankfurt.

No âmbito macroeconômico, a região da zona do euro registrou em 2008 déficit de 32,1 bilhões de euros na balança comercial, depois de ter sido superavitária em 15,8 bilhões de euros no ano anterior. Na União Europeia, o déficit comercial correspondeu a 241,3 bilhões de euros, mais acentuado do que os 192,4 bilhões de euros de resultado negativo registrado em 2007.

Leia mais sobre: Bolsas europeias

Leia tudo sobre: bolsas européias

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG