Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsas européias sobem no dia, mas têm perdas no mês

As principais bolsas européias encerraram o pregão desta sexta-feira em alta, pelo quarto dia consecutivo, com sinais de que o apetite dos investidores pelo risco está melhorando gradativamente. Há muitas oportunidades nas ações para aqueles corajosos o bastante para concentrar-se no valor intrínseco dos ativos, mais dos que nas fortes variações do mercado, disse William De Vijlder, diretor global de tecnologia da informação do Fortis Investments.

Agência Estado |

As bolsas, contudo, fecharam o mês de outubro com grandes perdas.

Inglaterra

A Bolsa de Londres subiu 2% e fechou a 4.377,34 pontos. Na semana, o índice acumulou um ganho de 12,72% mas, no mês, sofreu uma queda de 10,71%.

"O sentimento nos mercados parece ter revivido (esta semana)", comentou Jeremy Batstone-Carr, chefe de pesquisas da Charles Stanley. "Temos muito caminho pela frente para uma recuperação econômica, mas os investidores se perguntam cada vez mais se a recessão global já foi precificada", disse.

As mineradoras tiveram bom desempenho em Londres hoje: BHP Billiton subiu 4,46%, Lonmin ganhou 2,41%, Rio Tinto avançou 3,54% e Xstrata teve alta de 9,9%. A companhia de telecomunicações BT Group emitiu um alerta de lucros que chocou os investidores e as ações da empresa recuaram 19%. As ações do banco britânico Barclays recuaram 21% após o banco anunciar uma captação de 7,3 bilhões de libras de investidores do Catar. O acordo foi considerado de alto custo pelos analistas e deve deixar 32% das ações do banco nas mãos dos investidores do Catar.

França

Em Paris, o índice CAC-40 avançou 2,33% e fechou a 3.487,07 pontos, na máxima do dia. Na semana, o índice teve uma valorização de 9,18% mas, no mês, registrou uma desvalorização de 13,52%.

No setor financeiro, Credit Agricole e Société Générale subiram 8,9% e 6,5%, respectivamente, com as ações do segmento começando a se estabilizar por conta da diminuição das preocupações no mercado de crédito, disse um analista.

As ações da Sanofi-Aventis avançaram 4,8%. O terceiro maior fabricante de medicamentos do mundo, informou lucro maior que o esperado no terceiro trimestre deste ano, mas vendas menores, refletindo o aumento da competição com os medicamentos genéricos e efeitos cambiais adversos. As ações da francesa de cosméticos L´Oreal caíram 3% depois que a empresa reduziu as metas para o ano por conta do ambiente mais fraco de negócios em seus principais mercados no Oeste europeu e da América do Norte.

As ações da petrolífera Total subiram 4,2%, mostrando resistência à queda dos preços do petróleo.

Alemanha

A Bolsa de Frankfurt subiu 2,44% e fechou a 4.987,97 pontos. Na semana, o índice registrou um ganho de 16,12% mas, no mês, sofreu um tombo de 14,46%.

Basf fechou em alta de 8,4%. A seguradora Allianz recuou 6,4% influenciada pela queda nas ações da também seguradora Hartford, que registrou prejuízo no terceiro trimestre. Volkswagen devolveu os ganhos iniciais e fechou praticamente estável, com queda de 0,10%.

Espanha

Em Madri, o índice IBEX-35 subiu 3,32% e fechou a 9.116,00 pontos, puxado pelas ações do setor financeiro. Na semana, o índice acumulou uma alta de 9,13% mas, no mês, registrou um declínio de 17,03%.

Santander subiu 5,4%, BBVA avançou 4,5% e Banco Popular subiu 6,32%.

Itália

Em Milão, o índice S&P/MIB subiu 2,88% e fechou a 21.367 pontos. Na semana, o índice registrou uma valorização de 7,49% mas, no mês, sofreu uma perda de 16,31%.

Hoje, as ações da petrolífera Eni subiram 4,34% e as Parmalat avançaram 5,30%.

Portugal

A Bolsa de Lisboa avançou 1,69% e fechou a 6.360,51 pontos. Na semana, o índice teve um ganho de 6,60% mas, no mês, o resultado foi negativo em 20,82%.

EDP Renováveis avançou 11%, liderando os ganhos. Galp subiu 4,7% depois que os reguladores da União Européia (UE) autorizaram a aquisição pela Galp das operações da ExxonMobil em Portugal. As informações são da Dow Jones.

Leia também

 

Para saber mais

 

Serviço 

 

Opinião

Leia tudo sobre: bolsa de valores

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG