SÃO PAULO - As bolsas de valores da Europa operam no campo positivo nesta segunda-feira, impulsionadas por notícias vindas do setor bancário. Entre os destaques está o Barclays, cujas ações há pouco subiam 56% em Londres, depois que o banco divulgou uma carta aberta assinada por seu presidente, Marcus Agius, e pelo executivo-chefe, John Varley.

No documento, eles informam a investidores, funcionários e clientes que o banco têm recursos e é rentável e avisam sobre a antecipação da divulgação dos resultados financeiros de 2008, para 9 de fevereiro.

Outra notícia que animou os investidores foi a de que a ING, seguradora holandesa, terá cobertura de 80% dos 27,7 bilhões de euros de seus ativos podres pelo governo da Holanda. A instituição financeira divulgou hoje ainda um prejuízo de 3,3 bilhões de euros no quarto trimestre do ano passado. Depois disso, ela anunciou o corte de 5,4% de seu quadro de funcionários e a troca do diretor-executivo. Diante destas notícias, há pouco as ações da companhia subiam mais de 22% na bolsa de Amsterdã.

Os papéis dos franceses Crédit Agricole e Société Générale também têm ganhos neste início de semana, com alta de 9,1% e 8,8%, respectivamente. Isso porque ambos bancos anunciaram hoje um acordo de fusão entre suas unidades de gestão de ativos, na qual o Crédit Agricole deterá 70% e o Société Générale, 30%.

Há pouco, o índice inglês FTSE-100 subia 0,99%, para 4.092,76 pontos. O CAC-40 francês operava em alta de 0,83%, com 2.872,93 pontos. O DAX alemão ganhava 0,32%, com 4.192,42 pontos.

(Vanessa Dezem | Valor Online com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.