Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsas européias sobem, com bancos em destaque

As principais bolsas européias operam em alta na manhã de hoje, procurando dar continuidade aos fortes ganhos de ontem, com o setor financeiro mais uma vez em destaque. Ontem, o sentimento do setor foi impulsionado pelo resgate das agências hipotecárias americanas Fannie Mae e Freddie Mac pelo governo dos Estados Unidos.

Agência Estado |

Desta vez, o avanço dos papéis de bancos reflete a expectativa de que uma intervenção no setor financeiro pode acontecer também no Reino Unido.

Citando autoridades do governo, o jornal The Times informou que o ministro das Finanças, Alistair Darling, está finalizando propostas para ajudar o mercado imobiliário. Isso inclui uma extensão ou renovação do Esquema Especial de Liquidez do Banco da Inglaterra (BoE, o banco central inglês) e a criação de uma garantia do governo para títulos hipotecários de alta qualidade, segundo o jornal.

Às 9h01 (de Brasília), as ações do banco britânico Barclays saltavam 17,6%, enquanto as do alemão Deutsche Bank avançavam 4,4%. No mesmo horário, a Bolsa de Londres operava em alta de 1,06%, a Bolsa de Paris subia 0,8% e Frankfurt avançava 0,74%.

Ainda no setor financeiro, as ações do banco suíço Credit Suisse ganhavam 3,2%, depois que o francês Société Générale elevou a recomendação dos papéis de "venda" para "compra". O banco disse que, embora não espera uma mudança material na perspectiva para bancos de investimento depois do resgate da Fannie e da Freddie, seria errado descartar uma mudança gradual no sentimento.

O recuo nos preços de petróleo também contribui para os ganhos nas bolsas, ao impulsionar os papéis de montadoras e companhias aéreas - Renault avançava 3,3% e EasyJet subia 5,2%. Os contratos futuros de petróleo caem mais de 1%, em meio às expectativas de que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) não mudará as atuais cotas de produção em seu encontro em Viena.

Já as ações ligadas às matérias-primas (commodities) sofrem, com a siderurgia ArcelorMittal caindo 1,9%, Xstrata perdendo 4,5% e Cairn Energy em queda de 5,6%.

Em outro setor, os papéis da Vodafone subiam 1,9%. A empresa de telecomunicações anunciou diversas mudanças de executivos e de organização, incluindo a divisão de sua unidade de mercados emergentes em duas e a nomeação de um novo presidente-executivo para a Europa, Michel Combes. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG