Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsas européias sobem com balanços e decisões de juro

As principais bolsas européias operam em alta hoje, impulsionadas pelos ganhos no setor financeiro, por conta dos balanços financeiros positivos do banco britânico Barclays e da seguradora francesa Axa. A valorização das ações de petrolíferas diante do avanço dos contratos futuros de petróleo também dá sustentação ao tom positivo das bolsas.

Agência Estado |

Os mercados europeus também repercutem as decisões de política monetária na região, anunciadas hoje pela manhã, que vieram em linha com o esperado pelo mercado. O Banco da Inglaterra (BoE, o banco central inglês) e o Banco Central Europeu (BCE) decidiram manter a taxa básica de juros no Reino Unido e na zona do euro (15 países europeus que compartilham a moeda), respectivamente, em 4,25% ao ano e 5% ao ano, na mesma ordem.

Por volta das 9 horas (de Brasília), a Bolsa de Paris avançava 0,85%, a Bolsa de Frankfurt tinha leve alta de 0,05% e a Bolsa de Londres ganhava 0,15%. No mesmo horário, o contrato futuro do petróleo tipo WTI com vencimento em setembro subia 1,79% a US$ 120,70 o barril, na sessão eletrônica da Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex, na sigla em inglês). Em Londres, o contrato futuro do petróleo tipo Brent com mesmo vencimento avançava 1,64% a US$ 118,92 o barril.

No setor financiero, o Barclays anunciou queda de 35% no lucro líquido do primeiro semestre deste ano, para 1,72 bilhão de libras (US$ 3,4 bilhões), após baixas contábeis de 1,98 bilhão de libras (US$ 3,9 bilhões) no período. O número ficou acima da previsão dos analistas, de 1,51 bilhão de libras. As ações do Barclays subiam 3,59%. Na esteira, o banco suíço UBS exibia alta de 3,8% e o francês Société Générale avançava 3,7%.

A seguradora francesa Axa também animou investidores ao anunciar queda abaixo do previsto no lucro líquido do primeiro semestre de 2008 para 2,16 bilhão de euros (US$ 3,34 bilhões), ante 3,18 bilhão de euros um ano antes. Analistas esperavam lucro de 1,95 bilhão de euros. A seguradora informou ainda que manterá seu dividendo para 2008 em relação ao ano anterior. As ações subiam 6,2%.

Contudo, não há apenas boas notícias no setor financeiro. As ações da seguradora alemã Allianz caíam 0,02%, depois que a empresa divulgou ontem queda de 29% no lucro do segundo trimestre para 1,52 bilhão de euros (US$ 2,34 bilhões), de 2,14 bilhões de euros do mesmo período do ano passado. A empresa também cortou a perspectiva de ganhos em 2009.

Fora do setor financeiro, a gigante suíça de alimentos Nestlé anunciou alta de 6% no seu lucro líquido durante o primeiro semestre, mas aumento nas vendas abaixo do esperado. O lucro totalizou 5,21 bilhões de francos suíços (US$ 4,92 bilhões) no período, comparado com os 4,92 bilhões de francos suíços no mesmo semestre de 2007. O resultado superou as expectativas dos analistas de um ganho líquido de 5,05 bilhões de francos suíços. As vendas aumentaram 4% nos primeiros seis meses do ano, para 53,10 bilhões de francos suíços. As ações da empresa caíam 0,1%.

As mineradoras também continuam com bom desempenho, ainda em reação à oferta de ontem da anglo-suíça Xstrata pela produtora de platina Lonmin, com Eurasian Natural Resources subindo 5,7% e Anglo American em alta de 2,55%. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: bolsa de valores

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG