SÃO PAULO - Após sete pregões consecutivos de perdas, as bolsas européias conseguiram fechar com recuperação, apoiadas pelo novo programa de salvamento financeiro de bancos americanos. As ações do setor bancário, de mineração e varejistas se destacaram na jornada.

O FTSE-100, de Londres, subiu 0,63%, para 4.147 pontos. Em Frankfurt, o DAX avançou 0,68%, para 4.366 pontos. O CAC 40, de Paris, fechou com 3.016 pontos, com valorização de 0,70%.

Os investidores se sentiram aliviados com a decisão do governo americano de disponibilizar mais de US$ 400 bilhões para garantir ativos do Bank of America e do Citigroup. A medida foi recebida como um esforço adicional para evitar um novo aprofundamento da crise no setor financeiro.

Ao mesmo tempo, o jornal Times noticiou hoje que o governo da Inglaterra estaria planejando novas injeções de capital em bancos do país a serem anunciadas na próxima semana.

No setor petrolífero, as ações da Royal Dutch Shell subiram 1,56%. Também tiveram alta relevante as ações da mineradora Rio Tinto, que ganharam 7,5% na bolsa londrina, e as da Xstrata, que fecharam com alta de 6,6%, ajudadas pela alta dos preços do cobre. A China divulgou relatório comunicando redução dos estoques do produto.

Já entre os papéis do setor varejistas, as ações da Ahold avançaram 6,2% e as da Delhaize subiram 8%. Ambas as companhias tem as melhores estimativas de vendas por parte de alguns analistas.

(Valor Online, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.