SÃO PAULO - As bolsas européias encerraram com mais um dia de perdas, o quinto consecutivo, pressionadas pela baixa dos papéis do setor bancário e pelo pessimismo que coordena as expectativas dos investidores em geral, em relação à economia global. O FTSE-100, de Londres, fechou com baixa de 0,61%, aos 4.399 pontos.

Em Frankfurt, o DAX cedeu 1,75%, pra 4.636 pontos O CAC 40, de Paris, declinou 1,49% e encerrou com 3.197 pontos.

As ações do Barclays caíram 10,13% e do sueco SEB declinaram 5,83% após o Morgan Stanley ter rebaixado a nota de risco deste último. O setor sofreu com avaliações negativas feitas pela Schroder Investment Management, de que pode haver uma nova onda de problemas de débito derivados de problemas com perda de emprego e dificuldades de honrar dívidas.

As ações do banco Santander caíram 3,4% em Madrid, após notícias de que promotores estão investigando como os clientes do banco perderam mais de 2,3 bilhões de euros com investimentos administrados pela empresa Bernard Madoff, que teria montado um esquema fraudulento de US$ 50 bilhões.

Ainda no setor bancário, as ações do Deustche Postbank foram na contramão e avançaram 9,73% em Frankfurt devido a rumores de que a instituição possa chegar a um acordo com o Deutsche Bank sobre compra de participação.

(Valor Online, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.