Tamanho do texto

O desempenho das principais bolsas europeias piorou por alguns momentos após a divulgação de dados ruins sobre a economia da zona do euro. O índice de preços ao consumidor (CPI) apresentou alta de 1,1% em janeiro ante igual mês do ano passado, a menor taxa desde julho de 1999, e a taxa de desemprego atingiu 8% em dezembro.

Às 8h15 (de Brasília), o índice FT-100, da Bolsa de Londres, caía 0,25%, mas às 8h52 já havia apagado as perdas e subia 0,23%; a Bolsa de Frankfurt recuava 0,40% às 8h52 e a Bolsa de Paris cedia 0,31%. Antes dos indicadores, as três bolsas operavam com alta moderada.

A atenção do investidor volta-se agora para a divulgação do PIB norte-americano dos EUA, referente ao quarto trimestre. "Um número fraco levantará preocupações com as perspectivas para 2009, especialmente porque as medidas anunciadas (para estimular a economia) não deverão ter um impacto significativo sobre o crescimento norte-americano antes do segundo semestre do ano", disse o economista Kenneth Broux, do Lloyds Banking Group.

Bruxelas é um dos focos hoje na Europa, depois que o Fortis, o governo belga e o BNP Paribas concordaram em revisar os termos da venda da maior parte dos ativos do Fortis na Bélgica para o banco francês. O BNP Paribas está oferecendo 550 milhões de euros para comprar 10% das operações de seguros do Fortis na Bélgica, enquanto que os 90% restantes serão mantidos pela Fortis Holding. O acordo original previa que o BNP pagaria 5,5 bilhões de euros em dinheiro por toda a divisão de seguros na Bélgica. As negociações com ações do Fortis foram suspensas. BNP Paribas subia 5,22% em Paris.

Em Londres, as ações da Rio Tinto subiam 6%, após a mineradora anunciar a venda, para a Vale, da mina de minério de ferro Corumbá, em Mato Grosso do Sul, e de uma mina de potássio na Argentina, por US$ 1,6 bilhão. A companhia disse que o acordo "demonstra a qualidade de nosso portfólio de ativos e nossa capacidade de liberar valor para os acionistas apesar do aperto nos mercados de crédito e das condições econômicas difíceis". Outras mineradoras, no entanto, recuavam (Xstrata -0,93%; Anglo American -1,64% e BHP Billiton -1,5%).

Ainda em Londres, o setor bancário subia, com destaque para Lloyds Banking Group (+7%). AstraZeneca operava estável. Ontem a farmacêutica britânica caiu 6,3% após anunciar que vai cortar mais 7,4 mil empregos em todo o mundo até 2013 e prever vendas estáveis para este ano. O Deutsche Bank elevou a recomendação para as ações de manter para comprar, afirmando que a venda dos papéis foi exagerada.

Em Frankfurt, os bancos apresentam bom desempenho. "As chances de um rali de recuperação no setor bancário são boas, já que o governo alemão está negociando ajustes para o plano de ajuda bancária hoje", disse um operador. Commerzbank subia 5,8%, Deutsche Bank avançava 4,8% e Postbank, 2,7%. As informações são da Dow Jones.