Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsas europeias recuam, à espera de definição sobre Grécia

SÃO PAULO - As bolsas europeias fecharam em baixa nesta segunda-feira, com os investidores atentos a uma possível solução para a Grécia e também preocupados com o alerta dado pela Moody ? s sobre o risco dos países com rating máximo perderem a nota. O governo grego aumentou hoje o Imposto sobre Valor Agregado (IVA) de 19% para 21% como parte de um pacote de austeridade fiscal de 16 bilhões de euros (US$ 22 bilhões) que visa reduzir o déficit orçamentário em quase um terço este ano. A Grécia irá apresentar os primeiros resultados de suas medidas de austeridade em um encontro de ministros da União Europeia que acontece hoje e terça-feira. Além de acompanhar as reuniões, os investidores receberam com preocupação o alerta dados pela Moody ? s de que a distância dos países com nota máxima (Aaa) de crédito - como Alemanha, França, Reino Unido e EUA - de um rebaixamento de classificação diminuiu. Os analistas da agência de risco acreditam que há riscos para a manutenção desse perfil de crédito e notam que essas nações enfrentam um equilíbrio delicado entre as ações para promover a recuperação econômica e os passos para a redução dos estímulos monetários. Entre os indicadores do dia, a produção industrial dos Estados Unidos apontou alta de 0,1% em fevereiro, depois de um crescimento de 0,9% na abertura deste ano. Alguns economistas previam recuo do indicador.

Valor Online |

Na zona do euro, o número de pessoas com emprego registrou queda de 0,2%, o equivalente a 347 mil, no último trimestre de 2009, na comparação com o trimestre anterior, quando tinha sido registrado declínio de 2,2%, de acordo com estimativa da Eurostat.

O DAX alemão caiu 0,7%, para 5.904 pontos, o CAC 40 francês perdeu 0,93%, para 3.891 pontos, e o FTSE 100 inglês recuou 0,57%, para 5.594 pontos.

O setor de commodities se destacou entre as baixas do dia, com as preocupações sobre um possível pacote de medidas da China para conter o crescimento de sua economia. Xstrata recuou 3,0% e Kazakmys perdeu 2,9%.

O setor bancário também recuou, à espera de novas regras para o segmento nos Estados Unidos. Societe Generale registrou baixa de 2,5% e Barclays caiu 0,9%.

(Téo Takar | Valor, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG