Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsas européias operam em baixa; Londres cede 2,24%

As bolsas européias acentuaram as perdas depois da divulgação do índice de atividade industrial dos gerentes de compras em novembro, que caiu pelo sexto mês seguido e para mínima histórica em 11 anos. Paralelamente, os negócios são limitados nas praças da região pela queda das mineradoras, depois de os dois principais indicadores de atividade industrial da China também atingirem recordes de baixa.

Agência Estado |

Às 7h59 (de Brasília), as ações da Lonmin perdiam 10% em Londres, seguidas pela Kazakhmys (-9%), Rio Tinto (-5%), BHP Billiton (-4%). Os papéis da Xstrata perdiam 5%. A mineradora anunciou suspensão de operações em cinco fornos.

Em Londres, o índice FT-100 caía 2,24%, às 8h15, recebendo pressão adicional do índice de atividade dos gerentes de compras para a região. Frankfurt operava em baixa de 3,19% e Paris recuava 2,60%.

Os papéis das montadoras também abriram a segunda-feira em forte queda na Europa: Volkswagen cedeu mais de 2% e Daimler perdeu mais de 4%. Informações publicadas na imprensa alemã sugeriram que a Daimler, maior produtora de veículos comerciais do mundo, pretende reduzir sua produção de caminhões no primeiro trimestre do ano que vem.

As ações das companhias de petróleo, por sua vez, também operavam em território negativo, diante da ausência de corte na produção pela Opep no sábado. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG