Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsas europeias fecham em queda; Ásia teve alta

As principais bolsas européias operaram em alta durante a manhã de hoje, mas viraram e fecharam o pregão em queda. A alta foi impulsionada pelo bom desempenho dos papéis da mineradora Rio Tinto, que informou não ter planos de cortar a produção de minério de ferro, e de algumas ações do setor financeiro, como Commerzbank, Société Générale e HBOS. As Bolsas da Ásia fecharam a segunda-feira em alta, em dia de feriado no Japão.

Redação com agências |

 

Em Frankfurt - principal mercado da zona euro -, o índice DAX valorizou-se 0,44%, nesta segunda-feira (2). O índice CAC-40, da Bolsa de Paris, teve leve queda de 0,01%. Já o FTSE 100 de Londres fechou com queda de 0,20%.

A alta dos índices futuros das Bolsas de Nova York esta manhã também favorece os ganhos dos mercados europeus.

As ações do cedente de hipotecas britânica HBOS tinham alta de 4,53% por volta do mesmo horário, após a instituição ter dito que sua aquisição pelo Lloyds TSB prossegue de acordo com o previsto e deve ser concluída em janeiro do ano que vem.

Notícias no fim de semana relatavam especulações de que o HBOS poderia receber uma oferta rival. A instituição informou ainda que seus encargos com danos nos primeiros nove meses de 2008 foram de 1,72 bilhão de libras (US$ 2,79 bilhões), ante 469 milhões de libras no fim de junho.

Separadamente, o Lloyds TSB disse que o lucro antes de impostos em nove meses caiu, em meio ao "período extremamente desafiador". Os papéis do Lloyds cediam 1,82%, devolvendo parte dos ganhos da semana passada.

O alemão Commerzbank avançava 6,3%, após ter acessado 8,2 bilhões de euros (US$ 10,52 bilhões) de recursos do governo da Alemanha. O acordo impedirá o Commerzbank de pagar dividendos e bônus em 2008 e em 2009. O banco também anunciou prejuízo líquido de 285 milhões de euros (US$ 365,8 milhões) no terceiro trimestre deste ano.

Já o francês Société Générale, segundo maior banco da França, subia 2%, com o anúncio de lucro líquido de 183 milhões de euros (US$ 235 milhões) no terceiro trimestre deste ano, 84% menor que o de 1,12 bilhão de euros registrado em igual período do ano passado.

Fora do setor bancário, a Rio Tinto e a BHP Billiton anunciaram hoje que não planejam cortar a produção de minério de ferro, ao contrário do que fez a brasileira Vale. Um porta-voz da Rio Tinto disse que a empresa está observando a situação na China com interesse.

A companhia anunciou ainda revisão nos gastos de capital de curto prazo em termos de alcance e período dos projetos, sem especificar quais áreas serão revisadas, e também suspendeu a tentativa de vender US$ 10 bilhões em ativos, citando as condições atuais do mercado.

Os papéis da montadora Volkswagen perdiam 13,5%, depois que a bolsa alemã introduziu regras na sexta-feira passada (dia 31) que permitirão a retirada de empresas com peso excessivo dos índices DAX, MDAX e SDAX. "Os investidores estão cautelosos diante do fluxo de notícias", disse um operador. As informações são da Dow Jones.

Ásia

Taiwan fechou em alta de 2,55%, Sydney ganhou 5,06%, Seul 1,5% e o mercado da Nova Zelândia 1,27%. A exceção ficou por conta de Xangai, que fechou em queda de 0,52%.

Ajuda

A Coreia do Sul anunciou hoje que investirá até 14 trilhões de wons (US$ 10,9 bilhões) o ano que vem, como parte dos esforços do governo de Seul para impulsionar a economia do país perante a crise financeira global.

Segundo o Ministério das Finanças citado pela agência local "Yonhap", o governo sul-coreano destinará 11 trilhões de wons (US$ 8,6 bilhões) para gasto público e outros 3 trilhões de wons (US$ 2,3 bilhões) para incentivos fiscais.

A medida foi aprovada no meio da incerteza que afeta atualmente o sistema financeiro que já começou a afetar a economia real da Coreia do Sul, onde caiu a despesa dos lares e o investimento, segundo disse o ministro das Finanças sul-coreano, Kang Man-soo.

Com esta medida o governo prevê que a economia sul-coreana crescerá ao redor de 4% no próximo ano, 1% mais do que o previsto, e espera além disso que sejam gerados 200 mil novos empregos.

(*Com informações da AFP e EFE)

Para saber mais

 

Serviço 

 

Opinião

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG