Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsas européias fecham em baixa por expectativa com plano dos EUA

SÃO PAULO - O impasse em torno da aprovação pelo congresso americano do plano do governo para resgatar ativos podres no mercado dos EUA voltou a dar o rumo dos negócios nas bolsas européias, que fecharam no vermelho, em reversão da melhora de humor observada ontem, quando a perspectiva de acordo dos congressistas para aprovar o pacote era mais otimista. O FTSE-100, de Londres, caiu 2,09%, para 5.088 pontos.

Valor Online |

Em Frankfurt, o DAX cedeu 1,77%, para 6.063 pontos. O CAC 40, de Paris, encerrou aos 5.163 pontos, com desvalorização de 1,50%.

As incertezas ficaram maiores após o fechamento do mercado ontem, quando congressistas republicanos negaram que os parlamentares estivessem perto de fechar um acordo para votar o plano de US$ 700 bilhões nos próximos dias.

Sem acordo, os agentes ficam ainda mais apreensivos com o aprofundamento da crise pois o problema de liquidez tende a se ampliar, a exemplo do mais recente colapso, do Washington Mutual, cujos ativos foram vendidos ontem a noite ao preço irrisório de US$ 1,9 bilhão para o JP Morgan Chase.

Entre as baixas na europa, destaque para as ações da do banco Fortis, que já vinham caindo devido à suspeita de forte problema de liquidez e recuaram outros 20,92% hoje. O francês Natixis viu suas ações caírem 4,85% e o Royal Bank of Scotland teve uma perda de 5,67% em Londres.

No setor de matérias primas, as ações da Vedanta perderam 5,81% em Londres, devido à percepção de que a desaceleração econômica e a possibilidade de recessão nos países desenvolvidos devem afetar a demanda por minério de ferro no mundo. Os papéis da Xstrata cederam 6,55% e os da Anglo American perderam 3,74% na bolsa londrina.

(Valor Online, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG