As principais bolsas européias fecharam em queda hoje, pelo quarto dia consecutivo, pressionadas pela fraqueza do mercado de ações dos Estados Unidos. No início do dia, o anúncio da injeção de capital nos mercados financeiros por seis grandes bancos centrais animou os investidores, mas isso não teve força para acalmar o nervosismo do mercado.

Na Bolsa de Londres, o índice FTSE-100 terminou em queda de 0,66%, a 4.884,1 pontos, após operar em alta pela manhã e de ter perdido força durante a sessão. A notícia da compra do cedentes de hipotecas HBOS pelo banco britânico Lloyds TSB ofereceu suporte, mas os bancos do Reino Unido devolveram os ganhos após o desaparecimento da euforia. As ações do HBOS fecharam em alta de 17,34%, enquanto o Lloyds TSB recuou 15,10%. O conglomerado financeiro HSBC caiu 0,62% e o banco Royal Bank of Scotland (RBS) perdeu 4,49%.

Nas demais bolsas européias, no entanto, as ações de bancos e financeiras se mantiveram firmes, por conta de uma ação coordenada do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) e de outros BCs, que consistiu em injetar US$ 247 bilhões nos mercados financeiros para aumentar a liquidez.

As ações do banco francês Société Générale subiram 2,74%, enquanto as do Fortis avançaram 2,3%. Os papéis do banco suíço UBS tiveram ganho de 1,59%, em meio a rumores sobre uma fusão com o Crédit Suisse, que registrou alta de 2,83%.

As ações das mineradoras também subiram, alimentadas pelo avanço dos preços do ouro, visto pelo mercado como um investimento seguro contra as atuais turbulências. As da Anglo American subiram 3,27% e as da Vedanta Resources avançaram 3,39%.

O índice CAC-40, da Bolsa de Paris, caiu 1,06%, para 3.957,86 pontos, após operar em território positivo durante grande parte da sessão, com suporte das notícias de fusões e aquisições no setor bancário.

O índice DAX, da Bolsa de Frankfurt, teve leva alta, de 0,04%, para 5.863,42 pontos, recuperando-se das perdas registradas durante a sessão. As ações da Volkswagen subiram 26,57%, na maior alta do dia.

Na Bolsa de Madri, o Ibex-35 encerrou em baixa de 0,28%, a 10.631,60 pontos. As ações da espanhola OHL recuaram 10,27%, maior queda do dia. As ações do setor de energia tiveram baixa, com a Gas Natural perdendo 5,39%, a Enagas 3,00% e a Union Fenosa 2,11%. O Bankinter encerrou com a maior alta da sessão, de 6,03%. Em Portugal, a Bolsa de Lisboa despencou 3,19%, na pontuação mínima do dia. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.