Tamanho do texto

LONDRES - As bolsas de valores da Europa encerraram em baixa nesta terça-feira, após terem registrado alta durante cinco sessões consecutivas. A fraqueza das ações do setor de mineração, devido à queda dos preços dos metais e notícias sobre a redução do dividendo da Alcoa, superou os ganhos verificados no segmento bancário.

O índice FTSEurofirst 300, referência das principais bolsas europeias, recuou 0,7%, para 715 pontos. O indicador ainda acumula queda de 14% neste ano, depois de ter despencado 45% em 2008.

O índice STOXX 600 teve declínio de 0,7%, para 172 pontos, com as ações dos setores de mineração, farmacêutico e de energia entre as que apresentaram mais perdas.

"Tem havido alguns comentários animadores de pessoas como Bernanke (chairman do Federal Reserve), mas está claro que comentários isolados não terão efeito", disse Luc Van Hecka, economista-chefe da KBC Securities.

"Algumas medidas convincentes sobre a adequação de capital do sistema bancário e, provavelmente, alguma estabilização nos preços dos ativos são necessárias agora."

As mineradoras perderam terreno após a queda nas cotações de cobre, níquel e zinco. O ouro também esteve sob pressão.

BHP Billiton, Rio Tinto, Anglo American, Antofagasta e Eurasian Natural Resources tiveram desvalorização de 2,7% a 9,3%.

Já os bancos, em grande parte, apresentaram firmeza.

O HSBC subiu 4% depois de ter dito que os negócios em fevereiro estavam alinhadas com as expectativas do mercado.

Em Londres, o índice Financial Times fechou em baixa de 0,18%, a 3.857 pontos.

Em Frankfurt, o índice DAX recuou 1,4%, para 3.987 pontos.

Em Paris, o índice CAC-40 caiu 0,87%, para 2.767 pontos.

Em Milão, o índice Mibtel encerrou em queda de 0,61%, a 11.558 pontos.

Em Madri, o índice Ibex-35 registrou valorização de 0,11%, para 7.645 pontos.

Em Lisboa, o índice PSI20 perdeu 0,23%, a 6.046 pontos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.