Tamanho do texto

Depois de passarem a maior parte da sessão em baixa, as principais Bolsas da Europa fecharam o dia em alta, impulsionadas por dados melhores que o esperado nos Estados Unidos e pela abertura em alta do mercado em Wall Street. Em Londres, o índice FT-100 subiu 0,35%, para 5.

125,64 pontos, enquanto o índice CAC-40, de Paris, avançou 1,05%, para 3.708,73 pontos. Em Frankfurt, o índice Dax-30 subiu 0,67% e fechou aos 5.480,92 pontos. Já a Bolsa de Madri subiu 1,42%, para 11.548,90 pontos.

As Bolsas europeias praticamente ignoraram hoje a decisão do Banco Central Europeu (BCE), de manter sua taxa básica de juros em 1% ao ano. Na entrevista coletiva à imprensa, o presidente do BCE, Jean-Claude Trichet, indicou que o banco pode começar a retirar parte de suas medidas extraordinárias de liquidez nos próximos meses.

Em outra decisão de política monetária, o Banco da Inglaterra (BoE, o banco central inglês) também manteve sua taxa de juros em 0,50% ao ano. Além disso, anunciou um aumento de 25 bilhões de libras em seu programa de afrouxamento quantitativo. "Isso indica que os sinais de que a economia está começando a melhorar chamaram a atenção do Banco da Inglaterra, mas ele está claramente inclinado a manter o pé gentilmente sobre o acelerador", disse Andrew Bell, estrategista da Rensburg Sheppards Investment Management.

Em Nova York, o mercado de ações abriu em firme alta, em reação ao declínio de 20 mil pedidos de auxílio-desemprego requeridos na semana passada. A expectativa era de queda de 5 mil. No fim da tarde de ontem, o Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) reafirmou sua promessa de manter taxa de juros em níveis excepcionalmente baixos por um "período prolongado", o que também influencia os negócios hoje.

No noticiário corporativo, as ações da Deutsche Telekom subiram 2,32%, após anunciar números melhores que o esperado. As ações da Telecom Italia fecharam em alta de 2,14%, uma vez que a companhia fechou um acordo para vender sua unidade de banda larga na Alemanha, a HanseNet, para a Telefónica, por 900 milhões de euros. As ações da Telefónica avançaram 1,67%.

No setor financeiro, as ações do BNP Paribas subiram 3,29%, após o banco ter anunciado um aumento de 45% no lucro líquido do terceiro trimestre, para 1,31 bilhão de euros. Por outro lado, as ações da gigante de produtos de consumo Unilever caíram 1,91%, depois de a empresa anunciar uma queda nos lucros do terceiro trimestre. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.