As Bolsas europeias fecharam hoje em alta, após os Estados Unidos terem divulgado o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do país no terceiro trimestre. O índice pan-europeu Dow Jones Stoxx 600 subiu 1,8% e fechou a 241,73 pontos, depois de um início de sessão instável.

Em Londres, o índice FTSE 100 avançou 1,13%, para 5.137,72 pontos, enquanto o índice DAX, de Frankfurt, subiu 1,66%, para 5.587,45 pontos. O índice CAC-40 da Bolsa de Paris teve alta de 1,37%, para 3.714,02 pontos, e o índice IBEX35 de Madri avançou 2,22%, para 11.683,40 pontos.

De acordo com dados preliminares do Departamento do Comércio, o PIB dos EUA cresceu a uma taxa anualizada de 3,5% no terceiro trimestre. "Os números parecem bons. Houve uma melhora generalizada", disse Mike Lenhoff, estrategista-chefe da Brewin Dolphin. "Esses são os tipos de dados que aliviarão as preocupações que sobraram sobre o sucesso das operações de resgate, feitas pelos bancos centrais".

As mineradoras tiveram os melhores desempenhos por setor na Europa, com as ações da Xstrata em alta de 7,37% e as da Antofagasta subindo 4,25%. "As mineradoras voltaram ao cardápio, à medida que o PIB americano cresce e o dólar está enfraquecido", disse John Meyer, analista no banco de investimentos FairfaxIS.

As seguradoras e os bancos também ganharam terreno, recuperando algumas perdas da semana. O KBC Group subiu 17,69%, enquanto as ações do ING subiram 7,4%. Os papéis do Royal Bank of Scotland (RBS) e do Lloyds Banking Group subiram 9,52% e 7,50%, respectivamente.

Algumas das principais empresas europeias também divulgaram lucros. O Deutsche Bank, que informou um faturamento de 3,1 bilhões de euros no terceiro trimestre, viu suas ações subirem 5,60%. Já as ações da Royal Dutch Shell caíram 2,88% em Londres, após a empresa ter afirmado que o cenário econômico permanece incerto. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.