As principais bolsas européias fecharam em alta, com os investidores à espera de novidades sobre a aprovação do pacote de US$ 700 bilhões arquitetado pelo governo americano para estabilizar o setor financeiro. Em Londres, o índice FTSE 100 subiu 2,2% para 5.

197,02 pontos. Na Bolsa de Paris, o índice CAC-40 encerrou o dia com alta de 2,7% para 4.226,81 pontos e, em Frankfurt, o índice DAX 30 avançou 2% para 6.173,03 pontos. Em Moscou, o índice RTS foi exceção e recuou 0,79% para 1.304,99 pontos.

Na Bolsa de Lisboa, o índice PSI-20 encerrou o dia com alta de 0,7% para 8.235,77 pontos. As ações do banco BES subiram 5,8%, mas as do banco BPI recuaram 0,2%. Os papéis da EDP Renováveis subiram 3,7% com a aprovação pelo Senado americano de benefícios fiscais para os produtores de energia renovável. As ações da Portugal Telecom caíram 0,3% depois que o Banesto começou a cobertura das ações da empresa com recomendação "underweight" (abaixo da média do mercado).

As ações da companhia de energia portuguesa Galp fecharam com queda de 0,62%, perdendo os ganhos do início do dia, quando reagiram à notícia divulgada ontem à noite pela Petrobras. A Petrobras informou ontem que o consórcio que opera em conjunto com a Galp Energia (com participação de 20%) para exploração do bloco BMS- 24, em águas ultra profundas da Bacia de Santos, concluiu a perfuração do poço 1-BRSA- 559A-RJS (1-RJS-652A), localizados na área de Júpiter. Segundo o comunicado, as operações confirmam a ocorrência de uma grande jazida de gás natural e óleo leve no pré-sal - cuja descoberta foi anunciada em 21 de janeiro.

Em Madri, o índice IBEX-35 fechou com alta de 2,9%. Telefónica ganhou 3,9%, Repsol subiu 4,9% e Iberdrola subiu 5,2%. A Iberdrola Renovables ganhou 1,7% também sustentada pela aprovação pelo Senado americano de benefícios fiscais para os produtores de energia renovável.

O setor bancário, principal interessado no pacote do governo americano, teve um bom dia nas bolsas européias. UBS subiu mais de 4% diante dos rumores de que poderia ser comprado pelo HSBC Holdings. Uma fonte próxima ao assunto disse à Dow Jones que o HSBC não estaria interessado em adquirir bancos de investimentos. As ações do HSBC fecharam com alta hoje, depois de terem operado no vermelho a maior parte do dia. Ações de outros bancos também registraram alta, como as do Royal Bank Of Scotland, com alta acima de 5%, e do Santander, que subiram mais de 4%. As ações do banco belgo-holandês Fortis recuaram mais de 6% depois de terem registrado perdas de quase 20% diante dos temores com relação ao balanço da instituição. A companhia "negou com firmeza" os rumores sobre supostos problemas com liquidez da instituição que circulam no mercado. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.