PARIS - As bolsas de valores européias fecharam em alta nesta sexta-feira, com ações de empresas farmacêuticas ofuscando a queda de papéis ligados a mineração e de setores industriais atingidos pelos temores econômicos. O índice FTSEurofirst 300, das principais ações do continente, fechou com valorização de 0,7%, a 858 pontos.

Apesar de ter registrado valorização de 12,8% durante a semana, o índice perdeu 7,6% em novembro - nono mês de perdas em um ano que tem sido difícil para ações em todo o mundo.

Os papéis do setor farmacêutico registraram forte alta, com destaque para Novartis e GlaxoSmithKline. Empresas do ramo de energia, como Total e BP, caíram acompanhando a queda nos preços do petróleo em Nova York.

A commodity era negociada a menos de 52 dólares por barril, antes de uma renuião da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) neste final de semana no Cairo.

Apesar da recuperação dos mercados nesta semana, analistas continuam cautelosos sobre um potencial "rali de Natal" neste ano.

"A volatilidade não deve diminuir imediatamente. O fluxo de notícias econômicas é simplesmente muito ruim. É muito cedo para pedir um rali", disse Arthur van Slooten, estrategista do Société Générale, em Paris.


O índice DAX, de Frankfurt, registrou variação positiva de 0,09 por cento, a 4.669 pontos. O CAC-40, de Paris, avançou 0,38 por cento, para 3.262 pontos. O índice Mibtel (Milão) encerrou em baixa de 0,75%, aos 15.524 pontos.

Madri encerrou a sexta-feira com alta de 0,69%, a 8.910 pontos. Assim como Lisboa, que fechou seu pregão em leva alta de 1,11%.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.