Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsas européias fecham com perdas, puxadas por petrolíferas e bancos

SÃO PAULO - As bolsas européias fecharam o primeiro pregão da semana e do mês de setembro no vermelho, pressionadas pelo setor bancário e pela queda de ações das petrolíferas, que perderam valor com o arrefecimento do furacão Gustav no Golfo do México.

Valor Online |

O FTSE-100, de Londres, caiu 0,60%, para 5.602 pontos. Em Paris, o CAC 40 registrou perda de 0,23%, para 4.472 pontos. O DAX, de Frankfurt, teve o movimento mais suave e fechou praticamente estável, com queda de 0,01%, aos 6.421 pontos.

No setor petrolífero, os riscos associados ao furacão Gustav diminuíram nesta jornada e as ações das petroleiras recuaram, assim como os preços do barril no mercado futuro. Os papéis da francesa Total fecharam com baixa de 2,3%. Na bolsas londrina, as ações da BP cederam 1,5%.

A notícia de destaque nesta sessão foi a decisão do Commerzbank de comprar o Dresdner Bank da seguradora Allianz por cerca de 10 bilhões de euros. Os papéis da Allianz subiram 0,29% em Frankfurt, já os papéis do Commerzbank caíram 10,20%. As ações do Dresdner subiram 2,20%.

Também subiram as ações do setor automotivo, devido à baixa dos preços de petróleo. Os papéis da Daimler tiveram alta de 1,28%. As ações da Michelin ganharam 5,44% em Paris após a Merrill Lynch elevar a recomendação das ações da fabricante de pneus de neutro para compra.

(Valor Online, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: bolsa de valores

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG