Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsas européias fecham com forte baixa, afetadas por emprego nos EUA

SÃO PAULO - As bolsas européias fecharam o pregão desta sexta-feira com forte baixa, influenciadas pelo aumento do desemprego nos Estados Unidos e pela piora generalizada do humor nos mercados financeiros. O FTSE-100, de Londres, fechou com queda de 2,74%, aos 4.049 pontos.

Valor Online |

Em Frankfurt, o DAX declinou 4%, para 4.381 pontos. O CAC 40, de Paris, encerrou com desvalorização de 5,48%, para 2,988 pontos.

Os investidores deram prosseguimento às perdas de ontem, quando já era temido um dado pior sobre emprego nos EUA. Hoje, com o anúncio do fechamento de 553 mil postos de trabalho em novembro - a mais forte em 34 anos -, as baixas acabaram se consolidando.

De qualquer modo, os analistas de mercado avaliam que as bolsas européias já podem ter alcançado um piso para desvalorizações. No entendimento de alguns agentes, é possível que o mercado comece a empreender agora maior estabilização.

Entre os destaques de baixa, as ações de mineradoras e petrolíferas voltaram a sofrer com o recuo de preços de commodities. As ações da BP cederam 6,60% em Londres, onde os papéis da BHP Billiton declinaram 7,97%.

Também continuaram tendo perdas os papéis de montadoras. As ações da Volkswagen fecharam em baixa de 0,35% em Frankfurt e as da Renault caíram 9,23%, em Paris.

Além dos apelos da Ford e da GM ao governo americano em busca de socorre financeiro, o presidente da Honda disse no Japão que a desaceleração das vendas globais superou muito as previsões.

(Valor Online, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG