Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsas européias avançam, apesar de dados desfavoráveis dos EUA

SÃO PAULO - Nem mesmo os desanimadores números da atividade manufatureira dos EUA e as projeções pessimistas da Comissão Européia puderam impedir mais um dia da lenta recuperação no velho continente. Depois de experimentarem algumas oscilações negativas ao longo do pregão, as principais bolsas européias encerraram o dia em alta.

Valor Online |

O FTSE-100, de Londres, subiu 1,51%, aos 4.443,28 pontos. Em Paris, o CAC-40 avançou 1,17%, aos 3527,97 pontos. O DAX, de Frankfurt, contou com elevação de 0,78%, para 5026,84 pontos.

Os destaque positivos ficaram por conta das ações de bancos como ING, Commerzbank e HBOS. Os papéis se valorizaram conforme a taxa Libor - cobrada em empréstimos interbancários de três meses - caiu para 2,86%, o menor patamar desde a concordata do Lehman Brothers, em 15 de setembro. A queda do juro interbancário indicaria que não há aperto de liquidez no sistema e que as ações para ampliar a disposição de moeda podem ter atingido seu objetivo. O ambiente positivo é garantido ainda pela possibilidade de o Banco Central Europeu (BCE) reduzir a taxa de juro nos próximos dias.

Do outro lado da balança, os destaque negativos foram Vodafone, Volkswagen, Barclays e Société Générale.

Os dados do Institute for Supply Management (ISM), que mostraram um recuo acima das expectativas na atividade do setor manufatureiro dos EUA, repercutiram negativamente nas bolsas européias. O indicador do ISM passou de 43,5 pontos em setembro para 38,9 pontos em outubro - o pior resultado em 26 anos.

Ainda nesta segunda-feira, a União Européia divulgou sua projeção de crescimento de 1,4% para 2008, 0,2% para 2009 e de 1,1% em 2010. O tom negativo do relatório, mostra um quadro de forte recessão para este período. " O horizonte econômico obscureceu significativamente, com a economia da União Européia afetada pela crise financeira " , dizia o relatório.

(Valor Online, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG