Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsas dos EUA fecham em queda após 2 dias de alta

Depois de dois fechamento positivos, os principais índices do mercado de ações norte-americano fecharam em baixa hoje, pressionados por uma combinação de resistência técnica e um número de alertas de lucro e anúncios de demissões. Em especial, o alerta da FedEx Corp, apesar do colapso dos preços do petróleo desde o recorde de julho, que pegou muitos investidores de surpresa.

Agência Estado |

O recuo dos preços do petróleo, para cerca de US$ 42 por barril, pesou sobre as ações do setor de energia.

O índice Dow Jones caiu 242,85 pontos (2,72%) e fechou com 8.691,33 pontos. O Nasdaq recuou 24,40 pontos (1,55%) e fechou com 1.547,34 pontos. O S&P-500 caiu 21,03 pontos (2,31%) e fechou com 888,67 pontos, enquanto o NYSE Composite recuou 117,22 pontos (2,08%) e fechou com 5.522,46 pontos.

Os efeitos da recessão econômica, da crise de crédito global e de consumidores pressionados continuaram a pesar sobre as companhias. As ações da FedEx despencaram 14% depois da companhia ter reduzido sua previsão de lucro para o ano. "Eu sei que havia muita excitação (na segunda-feira) com relação a um possível plano do (presidente eleito Barack) Obama, mas quando você volta da euforia, você ainda tem de afundar nos problemas muito reais da economia", disse Daniel Morgan, gerente de carteira da Synovus Securities.

Por outro lado, as ações do Texas Instruments subiram 5% e as da Broadcom avançaram 7%, apesar de ambas terem revisado em baixa suas projeções de lucro. Segundo analistas, o mercado já esperava aquelas revisões e, portanto, não reagiu a confirmação dada pelas empresas.

No setor financeiro, pesou sobre as ações a notícia de que o SunTrust pediu fundos adicionais por meio do Programa de Lívio de Ativos Problemáticos (Tarp, na sigla em inglês) do Departamento do Tesouro. As ações do SunTrust Banks caíram 11%, depois do banco informar que recebeu aprovação preliminar para uma injeção adicional de US$ 1,4 bilhão do Tarp, para o volume máximo que pode dispor do programa por causa da situação econômica que se tornou "decididamente desanimadora".

Entre as blue chips, as ações do JPMorgan caíram 6,93%, as do Bank of America recuaram 4,99% e as do American Express fecharam em baixa de 4,71%. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG