SÃO PAULO - As bolsas européias fecharam em trajetórias divergentes nesta jornada. A queda nos papéis de mineradoras afetou o desempenho do índice londrino, mas as ações do setor de tecnologia garantiram ganhos nas bolsas francesa e alemã.

O FTSE-100, de Londres, cedeu 0,63%, aos 5.470 pontos. Em Frankfurt, o DAX marcou 6.340 pontos, com valorização de 0,69%. Em Paris, o CAC 40 registrou elevação de 0,29% e terminou aos 4.368 pontos.

Colaborou para a melhora do humor o aumento da confiança dos consumidores em agosto nos Estados Unidos, que avançou para 56,9 este mês ante os 51,9 de julho. A paridade do dólar frente a outros moedas também teve impacto nos negócios.

No setor corporativo as ações da Alcatel-Lucent subiram 4,7% em Paris e as da STMicroelectronics ganharam 3,4% em Frankfurt. Outros papéis de tecnologia, como os da Nokia (+2,9%), também avançaram. As ações da EADS subiram 2,5% na bolsa francesa e as da GlaxoSmithKline tiveram acréscimo de 1,7% em Londres.

Na bolsa londrina, as ações da Rio Tinto cederam 0,56% mesmo após a companhia informar bom resultado de vendas no primeiro semestre deste ano.

Os investidores ponderaram ainda os comentários do Société Générale, que soltou relatório afirmando que a economia do Reino Unido estaria entrando em recessão moderada neste trimestre.

(Valor Online, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.