Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsas de NY têm alta apesar de indicadores negativos

O mercado norte-americano de ações fechou em alta hoje, apesar de indicadores negativos sobre o nível de emprego em outubro e dos decepcionantes informes de resultados da General Motors e da Ford. Participantes do mercado disseram que era natural que o mercado reagisse, depois de dois dias em que o índice Dow Jones caiu quase 10%, na maior queda em dois dias consecutivos desde outubro de 1987.

Agência Estado |

Os indicadores fracos também fizeram crescer a expectativa de que o Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) volte a reduzir as taxas de juros.

O índice Dow Jones fechou em alta de 248,02 pontos (2,85%), em 8.943,81 pontos. O Nasdaq subiu a 38,70 pontos (2,41%), em 1.647,40 pontos. O S&P-500 aumentou 26,11 pontos (2,89%), para fechar em 930,99 pontos. O NYSE Composite subiu 204,58 pontos (3,61%), para 5.871,98 pontos. Na semana, o Dow acumulou uma queda de 4,09%, o Nasdaq teve perda de 4,27% e o S&P-500, recuo de 3,90%.

Para o economista David Resler, da Nomura Securities, "teremos vários meses de perdas de emprego grandes. Estamos em recessão e esse é o perfil geral de uma virada econômica para baixo: você perde empregos durante a recessão e mesmo nos meses seguintes". Ele prevê que a taxa de desemprego, que subiu para 6,5% em outubro, chegue a 8% no fim de 2009. Resler também afirmou que "provavelmente não importa muito que a Ford fabrique os carros, ou que a Toyota os fabrique, o que importa é quantos carros os consumidores vão querer comprar".

Entre as componentes do índice Dow Jones, os destaques positivos foram ações como Alcoa (alta de 9,06%) e ExxonMobil (5,70% positivo), refletindo a expectativa de que o Fed volte a reduzir as taxas de juro para estimular a economia. Em reação a seu informe de resultados, as ações da GM chegaram a ser negociadas a apenas 2 cents acima do nível mais baixo desde os anos 1950, mas recuperaram algum terreno e fecharam em queda de 9,17%. Na semana, as ações da GM acumularam uma queda de 25%. As ações da Ford, que também divulgou resultados, subiram 2,02% e acumularam uma queda de 7,8%. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG