Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsas de NY registram alta com vigor do dólar

O mercado de ações norte-americano segue em firme alta, sustentado pelo vigor do dólar, que empurrou os preços do petróleo para o menor nível em três meses em Nova York e ofuscou o impacto negativo das notícias ruins nas ações financeiras, que incluem o prejuízo acima do esperado da gigante hipotecária Fannie Mae. Não estamos certos se o vigor do dólar é em função da fraqueza do euro, realização de lucro no petróleo ou intervenção do governo; não nos importa muito e para o mercado também não, aparentemente, disse um analista.

Agência Estado |

Quase todos os 30 componentes do índice Dow Jones registram alta, com destaque para as ações da varejista de produtos para casa Home Depot, com um ganho de 8,17%. As grandes companhias industriais também registram um forte desempenho: Boeing +5,04%, 3M +3,13%.

Na Bolsa Mercantil de Nova York, o petróleo caiu 4,02% e fechou a US$ 115,20 por barril, menor nível desde o início de maio, com os investidores vendendo contratos de petróleo e voltando os investimentos para o dólar.

Nesta tarde, no mercado de câmbio em Nova York, o euro chegou a escorregar abaixo de US$ 1,50 pela primeira vez em mais de 5 meses, pressionado pelas preocupações sobre a saúde das economias européias. Depois de testar a marca simbólica de US$ 1,50 durante todo o dia, o euro finalmente furou aquele suporte e foi negociado a US$ 1,4997, na mínima do dia - seu nível mais baixo desde o final de fevereiro e bem abaixo da máxima recorde de US$ 1,604 alcançada há apenas poucas semanas. Às 16h49 (de Brasília), o euro estava em US$ 1,5012, de US$ 1,5322 ontem.

Às 16h50 (de Brasília), o índice Dow Jones subia 2,72%, o Nasdaq avançava 2,53% e o S&P-500 registrava um ganho de 2,43%. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: wall street

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG