Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsas de NY não sustentam ganhos iniciais e caem mais de 1%

SÃO PAULO - As bolsas de valores nova-iorquinas abriram o pregão em leve alta, mas logo devolveram esses ganhos iniciais e passaram a cair. O mercado reage aos tão aguardados números do desemprego nos Estados Unidos.

Valor Online |

Há pouco, o Dow Jones operava em baixa de 1,4%, aos 8.620 pontos. O S & P 500 recuava 1,7%, para 894 pontos, e o Nasdaq Composite tinha desvalorização de 2,4%, a 1.577 pontos.

A economia dos Estados Unidos perdeu 524 mil postos de trabalho em dezembro e a taxa de desemprego avançou para 7,2%, a maior desde janeiro de 1993, informou o Departamento do Trabalho. Em todo o ano passado, os EUA perderam 2,589 milhões de empregos, a pior queda desde 1945.

A princípio, os dados foram bem recebidos, porque o corte de 524 mil vagas ficou dentro do esperado. Havia quem temesse um resultado muito pior e, quando isso não se confirmou, houve ânimo para a compra de ações.

Esse ânimo não durou muito, conforme os investidores amadureceram a avaliação de que os dados mostram a gravidade da crise econômica. Independentemente das previsões, os EUA cortaram 1,9 milhão de empregos somente nos quatro últimos meses de 2008, período de piora da crise. Menos empregos significam menor renda e consumo, receita mais baixa, e contração na atividade econômica e nos ganhos corporativos.

(Valor Online, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: bolsa de valores

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG