Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsas de NY fecham em baixa afetadas petróleo, montadoras e GE

SÃO PAULO - As bolsas de Nova York encerraram em baixa pelo segundo pregão consecutivo, pressionadas hoje pela perspectiva negativa da nota de risco da General Electric (GE), uma das empresas mais importantes dos EUA, que foi alterada pela Standard & Poor´s. A agência de classificação de risco alegou incertezas sobre o comprometimento dos ganhos do braço financeiro da companhia, que poderia forçar um rebaixamento da nota de crédito da GE.

Valor Online |

Os papéis da companhia caíram 8,22% (US$ 15,96).

O Dow Jones fechou com queda de 2,49%, aos 8.604 pontos. O Standard & Poor´s 500 encerrou com recuo de 2,12%, para 885 pontos. O Nasdaq fechou com 1.552 pontos, com desvalorização de 1,71% em relação ao pregão anterior.

Com mais um tombo nos preços do petróleo, que fecharam abaixo de US$ 40 por barril hoje, as ações da Chevron e da Exxon Mobil perderam 4,93% (US$ 73,03) e 5,01% (US$ 77), respectivamente, nesta jornada. Os agentes acreditam que o corte de produção promovido pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) não será suficiente para equilibrar as condições de oferta à demanda.

Também continuaram em baixa as ações do setor automobilístico. Com a Casa Branca dizendo que um "pedido de concordata ordenado" estaria entre as possibilidades para o plano de socorro do governo, as ações da General Motors recuaram 16,25% (US$ 3,66) e as da Ford caíram 11,16% (US$ 2,07).

(Valor Online, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG