Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsas de NY abrem em baixa de olho nas eleições

As Bolsas de Nova York iniciaram o mês de novembro em baixa, conforme os investidores se preparam para mais uma semana repleta de indicadores econômicos e balanços corporativos, com grande atenção no fim da corrida presidencial nos Estados Unidos. Às 12h31 (de Brasília), o índice Dow Jones tinha baixa de 0,02%, o Nasdaq 100 recuava 0,16% e o S&P 500 caía 0,05%.

Agência Estado |

Com o fim do horário de verão nos Estados Unidos, o mercado de ações em Nova York passará a operar mais tarde, das 12h30 às 19h (de Brasília).

Minutos após a abertura do pregão regular, às 13 horas, o foco do mercado recairá sobre o índice de atividade industrial ISM de outubro, que deve mostrar mais um mês de contração na atividade. No mesmo horário, será divulgado o relatório de gastos com construção em setembro.

O principal destaque da semana é a eleição presidencial americana. Uma pesquisa do Wall Street Journal (WSJ) e NBC News deu vantagem de 51% das intenções de voto para o democrata Barack Obama, contra 43% para o republicano John McCain.

Ações

No noticiário corporativo, a VeraSun Energy avisou a seus cedentes de empréstimo e detentores de bônus que está se preparando para fazer um pedido de concordata, segundo fontes próximas da situação, de acordo com reportagem do jornal WSJ. A empresa, que já foi um símbolo da expansão do etanol, pediu US$ 250 milhões em financiamento em preparação para um pedido de concordata.

O grupo de private equity americano Kohlberg Kravis Roberts (KKR) decidiu adiar a oferta pública de ações (IPO, na sigla em inglês) de sua controladora em Nova York, originalmente planejada para este ano, bem como a fusão com o fundo listado em Amsterdã, o KKR Private Equity Investors (KPE).

Entre os balanços com divulgação prevista para hoje, estão os da MasterCard e da Viacom. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG