Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsas de NY abrem em baixa, após divulgação de dados

As Bolsas de Nova York abriram em baixa hoje, com o mercado reagindo à divulgação de indicadores de renda e gastos com consumo nos Estados Unidos, anunciados antes da abertura dos negócios em Wall Street. Às 10h43 (de Brasília), o índice Dow Jones cedia 0,31%, o Nasdaq 100 recuava 0,99% e o S&P 500 tinha baixa de 0,41%.

Agência Estado |

O dado que mais prejudicou o mercado de ações americano foi a queda de 0,7% da renda pessoal nos EUA em julho ante junho, no maio declínio desde agosto de 2005, e acima da previsão de baixa de 0,4% esperado pelos analistas. O Departamento de Comércio americano anunciou também que o índice de preços para gastos com consumo pessoal (PCE, na sigla em inglês) cresceu 0,6% em julho em relação a junho. O núcleo do índice, que exclui alimentos e energia, subiu 0,3% em julho em comparação a junho, em linha com as previsões. Na comparação com julho do ano passado, o índice PCE apresentou alta de 4,5%, enquanto o núcleo avançou 2,4%.

Além dos dados macroeconômicos, segue no mercado a apreensão com relação ao impacto da tempestade tropical Gustav nas instalações petrolíferas do Golfo do México e a cautela antes do fim de semana prolongado. Por causa do feriado do Dia do Trabalho nos EUA na próxima segunda-feira (dia 1º), alguns mercados, como o de títulos do Tesouro, fecharão mais cedo hoje.

Ações

As ações da fabricante de computadores pessoais Dell caíam 10% nas negociações do pré-mercado em Nova York. Ontem, a empresa informou que seu lucro líquido caiu 17% no segundo trimestre deste ano, para US$ 616 milhões (US$ 0,31 por ação), prejudicado pela diminuição das margens. Analistas previam em média lucro de US$ 0,36 por ação.

Ainda no setor de tecnologia, as ações da Marvell Technology também podem ficar hoje na berlinda, depois que a fabricante de chips disse ontem que prevê receita entre US$ 860 milhões e US$ 880 milhões para o terceiro trimestre de 2008, abaixo da previsão média de US$ 887 milhões dos analistas.

Outro destaque também do setor é a Microsoft, que afirmou que irá comprar a companhia de pesquisas na Internet Greenfield Online por US$ 486 milhões em dinheiro, ou US$ 17,50 por ação, acima da oferta anterior de US$ 15,50 por ação feita pela Quadrangle. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: wall street

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG