As Bolsas de Nova York abriram em alta hoje, dia em que os eleitores americanos vão às urnas para escolher o próximo presidente dos Estados Unidos. Segundo analistas, boa parte das notícias ruins sobre a economia e os lucros corporativos já está embutida no preço das ações, o que abre espaço para o desempenho positivo.

Às 12h30 (de Brasília), o índice Dow Jones tinha alta de 1,34%, o Nasdaq 100 subia 2,01% e o S&P 500 avançava 1,22%.

"Parece que os mercados externos estão satisfeitos com a perspectiva de que teremos um novo presidente e aparentemente será (o democrata Barack) Obama", disse Michael Schwartz, estrategista-chefe de opções da Oppenheimer & Co.

Rob Carnell, economista do ING Bank NV, em Londres, ponderou que, independentemente de quem sair vitorioso da eleição - Obama ou o republicano John McCain - a realidade econômica que o próximo presidente enfrentará será tão importante para conduzir a política quanto as promessas de campanha. "Com qualquer candidato e qualquer composição do Senado, os déficits dos EUA irão aumentar, o crescimento será muito fraco e a inflação deve chegar perto de zero, ou até ser negativa", afirmou.

Fora do âmbito eleitoral, a agenda econômica de indicadores do dia é fraca, apenas com divulgação do relatório de encomendas à indústria em setembro, às 13 horas (de Brasília).

Ações

O setor financeiro estará em destaque no mercado em Nova York hoje, diante da notícia no Wall Street Journal (WSJ) de que o Departamento do Tesouro dos EUA poderá usar mais recursos do fundo de US$ 700 bilhões para comprar participações em seguradoras de bônus e empresas de finanças especializadas, como a unidade GE Capital, do conglomerado General Electric (GE), e o CIT Group.

As ações da MasterCard podem subir, depois de a empresa ter divulgado ontem resultado melhor que o previsto. A empresa de cartões teve lucro ajustado, excluindo a resolução de um processo judicial com a Discover Financial Services, de US$ 2,47 por ação e receita de US$ 1,34 bilhão. Analistas esperavam lucro excluindo itens de US$ 2,25 por ação e receita de US$ 1,27 bilhão. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.