As Bolsas de Nova York abriram em alta hoje, com os mercados em Wall Street exibindo uma melhora, apesar do resultado pior que o esperado do banco de investimento Lehman Brothers, anunciado na manhã de hoje. Às 10h35 (de Brasília), o índice Dow Jones subia 0,22%, o Nasdaq 100 avançava 0,65% e o S&P 500 0,48%.

Antes da abertura da sessão regular, a volatilidade dos índices futuros de Nova York refletiram o vaivém das ações do Lehman Brothers. Os papéis do quarto maior banco dos Estados Unidos despencaram ontem 45%. Hoje, operavam em alta de quase 30% antes do balanço, que se reverteu para queda logo depois que a instituição financeira anunciou prejuízo de US$ 3,9 bilhões (US$ 5,9 por ação) e receita negativa de US$ 2,9 bilhões em seu terceiro trimestre fiscal. Os resultados vieram bem abaixo das expectativas de analistas. Depois do anúncio, os papéis do banco voltaram ao território positivo e exibiam alta de mais de 12% às 10h15.

O banco também anunciou que pretende separar-se da maior parte de seus ativos imobiliário comerciais, vender uma participação de 55% em sua divisão de gerenciamento de investimentos e reduzir seu dividendo em 93%. A melhora do desempenho das ações após a divulgação do balanço, no entanto, resultou sobretudo das declarações do executivo-chefe da instituição financeira, Richard Fuld, de que a companhia tem tomado medidas definitivas para melhorar suas finanças e tem um plano confiável em ação.

Entre os destaques do pré-mercado em Nova York hoje estavam as ações da FedEx, que avançavam 4% após o grupo ter atualizado sua previsão de resultados financeiros ontem à noite. Texas Instruments ganhava 6%, após a empresa ter indicado que todos os seus segmentos estão com resultados em linha com as expectativas. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.