Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsas de Nova York sobem mais de 2% por queda menor do PIB

SÃO PAULO - Em mais uma sessão de razoável calma em Wall Street, as bolsas fecharam com ganhos de mais de 2%, impulsionadas por um resultado do PIB americano bem menos ruim do que era esperado pelo mercado. Balanços de empresas e o corte do juro empreendido ontem pelo Federal Reserve (Fed), de 0,50 ponto percentual, também se somaram ao fatores para a melhora do humor dos investidores.

Valor Online |

O Dow Jones fechou em alta de 2,11%, aos 9.180 pontos. O Standard & Poor´s 500 subiu 2,58%, para 954 pontos e o Nasdaq encerrou aos 1.698 pontos, com valorização de 2,49%.

O governo americano divulgou hoje uma baixa de 0,3% no Produto Interno Bruto (PIB) referente ao terceiro trimestre, em termos anualizados e ajustados sazonalmente. A boa notícia é que apesar da contração, o mercado esperava uma baixa ainda maior, de 0,5% no período.

Notícias corporativas também reforçaram a valorização de papéis de grande peso para as bolsas de Nova York. As ações da Intel fecharam com alta de 8,23% (US$ 16,17) e as da American Express subiram 3,37% (US$ 26,06), após a companhia informar que pretende reduzir sua força de trabalho em 10%.

Os papéis da Exxon Mobil ganharam 0,54% (US$ 75,05) após a empresa informar lucro recorde de US$ 14,83 bilhões no último trimestre, resultado impulsionado em grande parte pelo preço alto do petróleo negociado no período.

Mas não faltaram também sinais negativos como o da Motorola, cujas ações caíram 5,31% após a empresa informar perda no terceiro trimestre e plano de corte de 3 mil empregos.

(Valor Online, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG