Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsas de Nova York seguem em baixa modesta

Os principais índices de ações do mercado norte-americano seguem em baixa modesta, pressionados pela recuperação dos preços do petróleo, maior taxa de desemprego desde março de 2004 e imenso prejuízo anunciado pela blue chip General Motors. Robert Pavlik, executivo-chefe de investimentos da Oaktree Asset Management, disse que agora que a temporada de balanços no geral acabou, a atenção vai se voltar para o petróleo e relatórios de fundamentos.

Agência Estado |

Na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex, na sigla em inglês), os contratos de petróleo com vencimento em setembro chegaram a subir até US$ 128,60 por barril, com um ganho de mais de US$ 4,00, em meio a novas preocupações sobre um possível ataque de Israel contra o Irã. No fechamento do mercado, o petróleo havia devolvido boa parte daqueles ganhos com o abatimento dos temores, mesmo assim, o contrato de setembro fechou a US$ 125,10 por barril, em alta de US$ 1,02 (0,82%).

A GM anunciou um prejuízo de US$ 15,5 bilhões no segundo trimestre, o que exacerbou as preocupações relacionadas ao setor, que já vinha pressionado pelo alerta e fracos resultados emitidos pela alemã BMW e a japonesa Nissan. Por volta das 16h40, as ações da GM caíam 6,32% e as da Ford recuavam 3,55%.

Às 16h45 (de Brasília), o índice Dow Jones caía 22 pontos (-0,20%), o Nasdaq recuava 8 pontos (-0,39%) e o S&P-500 registrava uma queda de 3 pontos (-0,28%). As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG