Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsas de Nova York fecharam em baixa ontem

SÃO PAULO - Depois de movimentos bruscos de perdas e ganhos, as bolsas de Nova York demonstraram ontem um comportamento discreto, com baixa mais modesta do que nos últimos dias. O movimento continuou orientado pela tentativa do governo de aprovar o plano de resgate do setor financeiro dos EUA.

Valor Online |

O Dow Jones fechou com queda de 0,18%, aos 10.831 pontos.

Entre as baixas do dia, destaque para ações do setor produtivo. Os papéis da Alcoa cederam 5,80% e os da Caterpillar declinaram 4,45%, enquanto as ações da IBM fecharam com baixa de 5,73%.

A General Electric (GE) viu suas ações recuarem 3,92% após anunciar que pretende vender US$ 12 bilhões de ações ordinárias em oferta pública. A empresa já colocou US$ 3 bilhões em ações preferenciais, compradas pela Berkshire Hathaway, holding do bilionário Warren Buffett. Ele tem ainda a opção de comprar outros US$ 3 bilhões ordinárias, por cinco anos. Os papéis sofreram forte pressão quando o Deutsche Bank reduziu o preço justo da empresa por preocupações com crédito.

O índice das principais ações européias fechou em alta. Alguns dados econômicos, no entanto, deram um tom pessimista sobre a economia global. O índice FTSEurofirst 300 subiu 0,85%, para 1.072 pontos, após ter subido mais de 1% mais cedo na sessão.

Os bancos contribuíram com os maiores ganhos do índice, após as quedas recentes pela incerteza sobre o pacote de resgate americano. Mas as commodities caíram, levadas pelo declínio acentuado nos preços dos metais e do petróleo.

Enquanto a perspectiva para o setor financeiro permanece incerta, dados econômicos apontam tempos difíceis adiante. A atividade manufatureira dos EUA se contraiu pelo segundo mês em setembro e o desemprego no setor caiu.

Na zona do euro, a atividade industrial apresentou a quarta queda mensal consecutiva em setembro e o setor manufatureiro britânico teve a pior performance em pelo menos 16 anos e meio.

Em Londres, o Financial Times fechou em alta de 1,17%, a 4.959 pontos. Em Frankfurt, queda de 0,42%, para 5.806 pontos. Em Paris, avanço de 0,56%, para 4.054 pontos. Em Milão, alta de 0,05%. Em Madri, valorização de 1,77%. Em Lisboa, queda de 0,42%.

(Valor Econômico, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: bolsa

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG