Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsas de Nova York fecham em baixa, com pressão de bancos

SÃO PAULO - Novas notícias negativas no setor bancário levaram a mais uma baixa nas bolsas de Nova York hoje. Nem mesmo a aprovação do plano de estímulo econômico pela Câmara dos Estados Unidos, nesta tarde, conseguiu inverter o tom negativo do pregão.

Valor Online |

 

O industrial Dow Jones fechou aos 7.850 pontos, com queda de 1,04%. O Standard & Poor´s 500 cedeu 1%, para 826 pontos. O eletrônico Nasdaq declinou 0,48%, para 826 pontos.

As vendas ganharam fôlego hoje em Wall Street após o Wells Fargo, segunda maior financeira americana, revisar perda do último trimestre para US$ 2,73 bilhões, ante os US$ 2,55 bilhões anunciados um mês antes. As ações do banco caíram 6,19% (US$ 15,76).

Também causou desagrado a informação dada pelo Lloyds Bank que a financeira HBOS, adquirida pelo Lloyds há um mês deve ter prejuízo maior do que o esperado pelo banco na época da aquisição.

As notícias puxaram também a baixa dos papéis do JP Morgan, que caíram 5,7% (US$ 24,69), e do Bank of America, que fecharam com perda de 5,11% (US$ 5,57).

A expectativa em torno dos desdobramentos e detalhamento dos planos de governo para o setor bancário impediu que os acionistas adotassem postura menos cautelosa, sobretudo tendo em conta que o fim de semana será prolongado pelo Dia do Presidente nos EUA, na próxima segunda-feira.

(Valor Online, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: bolsa de nova york

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG