Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsas de Nova York fecham em alta com ajuda do petróleo

SÃO PAULO - A recuperação de preços do petróleo e de outras commodities amparou a alta nas bolsas de Nova York nesta quarta-feira. Também influenciou o pregão o plano de recuperação do setor automobilístico, que prevê injeção inicial de US$ 15 bilhões nas montadoras.

Valor Online |

Apesar da notícia de acordo entre os líderes Democratas e a Casa Branca, os agentes ainda têm dúvidas sobre o andamento do projeto no congresso.

O Dow Jones fechou com alta de 0,81%, aos 8.762 pontos. O Standard & Poor`s 500 avançou 1,18%, para 899 pontos e o eletrônico Nasdaq encerrou com 1.565 pontos, com valorização de 1,17%.

Os papéis da Ford subiram 0,62%, para US$ 3,25, mas as ações da General Motors inverteram o rumo na reta final e caíram 2,13%, cotadas a US$ 4,60, devido a temores de que o plano de socorro ao setor não seja aprovado.

Entre as empresas que vendem commodities, destaque para as ações da Alcoa, que subiram 6,81% (US$ 10,20), sob efeito de um grande plano de investimentos em infra-estrutura, adiantado pelo presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama. Os papéis da Rio Tinto ganharam 29,29% (US$ 94,50) após a empresa anunciar plano de corte de custos que envolve a demissão de 14 mil funcionários no mundo
A alta dos preços do petróleo, sustentada pela expectativa de corte de produção por parte da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), também colaborou para a valorização de ações como as da Chevron, que subiram 3,81% (US$ 78,44), e da Exxon Mobil, que avançaram 2,39% (US$ 80,07).

(Valor Online, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG