As Bolsas de Nova York abriram em baixa hoje, depois da forte alta de ontem dos mercados americanos, quando o índice Dow Jones subiu mais de 10%. Os investidores iniciaram os negócios do dia na expectativa com relação à decisão de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos), a ser anunciada às 16h15 (de Brasília).

O mercado prevê um corte de 0,50 ponto porcentual do juro básico dos EUA, para 1% ao ano.

Às 11h36 (de Brasília), o índice Dow Jones caía 0,63%, o Nasdaq 100 recuava 1,24% e o S&P 500 tinha queda de 0,94%.

Pela manhã, os índices futuros no pré-mercado em Wall Street operaram sem direção definida, oscilando entre os terrenos positivo e negativo, mas passaram brevemente a operar em alta logo após a divulgação do aumento de 0,8% das encomendas de bens duráveis nos EUA em setembro, contrariando a previsão dos analistas, de queda de 1,1%. O indicador foi impulsionado pelas encomendas de veículos e aeronaves, que cresceram inesperadamente, apesar do enfraquecimento da economia e da crise do crédito.

Um operador afirmou que os embarques podem estar aos poucos voltando a tomar a direção certa, embora essa recuperação não deva ser uma linha reta. "A melhor coisa para o mercado será fazer comércio, apenas comércio, sem reviravoltas", disse ele, acrescentando que uma grande quantidade de dinheiro ainda está presa em contas de mercados monetários, especificamente o dólar e o iene, esperando para voltar aos mercados. "Ninguém quer ativos arriscados", disse ele.

Ações

No pré-mercado em Nova York, as ações da empresa de alimentos Kraft Foods subiam 1,45%, enquanto as da empresa de produtos de cuidado pessoal Procter & Gamble avançavam 0,43%. A primeira anunciou aumento de 135% de seu lucro líquido no terceiro trimestre e elevou suas previsões de resultados para 2008. A segunda apresentou aumento de 8,7% de seu lucro líquido, um resultado também considerado positivo pelo mercado. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.