As Bolsas de Nova York abriram o pregão desta terça-feira em alta, depois que o Federal Reserve (Fed, banco central americano) anunciou uma linha de financiamento de commercial paper que, espera, fornecerá a liquidez necessária para estimular esse mercado. Commercial papers são títulos de curto prazo emitidos por empresas como fonte de financiamento.

De acordo com o Departamento do Tesouro dos EUA, que fará um depósito especial para apoiar a linha, o programa é necessário para evitar "distorções no mercado financeiro".

Às 10h38 (de Brasília), o índice Dow Jones subia 0,84% para 10.038 pontos. O Nasdaq avançava 0,47% a 1.871 pontos e o S&P 500 operava com ganho de 0,86% a 1.066 pontos.

Ainda assim, vale lembrar que qualquer movimento nesta terça-feira sucederá a queda acentuada registrada ontem, quando o Dow Jones registrou a maior perda durante o pregão de sua história, de 800 pontos. "No curto prazo, crescem evidências de que o mercado já teria encontrado um fundo ou estaria muito perto dele", disse o analista Richard Dickson, da Lowry Research.

O setor bancário seguirá em foco no pregão de hoje. As ações do Bank of America recuavam 9% no pré-mercado. Ontem a instituição financeira divulgou seus resultados trimestrais duas semanas antes do agendado. O lucro líquido caiu 68% e o banco disse que vai cortar à metade seu dividendo e vender US$ 10 bilhões em ações.

Advanced Micro Devices (AMD), ao contrário, saltava 24%, depois que a fabricante de chips, em dificuldades financeiras, anunciou que vai cindir parte de suas operações numa joint venture. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.