Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsas de Londres e Paris fecham em baixa, mas Frankfurt sobe

SÃO PAULO - As bolsas européias encerraram o pregão final de julho com trajetórias divergentes, influenciadas em parte por indicadores econômicos frustrantes e também por balanços corporativos positivos como os da BT Group e da Unilever.

Valor Online |

Em Londres, o FTSE-100 fechou com baixa de 0,16%, aos 5.411 pontos. O DAX, de Frankfurt, encerrou com valorização de 0,30%, para 6.479 pontos. Em Paris, o CAC 40 terminou aos 4.392 pontos, com recuo de 0,19%.

No âmbito dos indicadores macroeconômicos, os agentes ponderaram sinalizações distintas. Por um lado a inflação na Zona do Euro e a expansão dos pedidos de seguro desemprego nos Estados Unidos e, por outro o desempenho melhor do que o esperado para a atividade no setor de manufaturados na economia americana durante o mês de junho.

A análise dos resultados trimestrais das empresas também foi misto. Os papéis da Shell, por exemplo, fecharam com queda de 2,07% mesmo após a empresa indicar novo lucro recorde. Os agentes preferiram focar a atenção nos custos de aumento de capital planejado pela companhia. Em contrapartida, as ações da Unilever cederam 8,08% em Londres após o lucro da empresa declinar 19% no último trimestre.

No setor de telefonia, as ações da France Telecom subiram 2,98% em Paris também por balanço positivo e pelo primeiro pagamento de dividendos. Já os papéis da BT Group tombaram 11,99% em Londres após um lucro ajustado apenas 1% maior no segundo trimestre, expansão abaixo das previsões de mercado.

Leia tudo sobre: bolsa

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG