LONDRES (Reuters) - As principais bolsas europeias abandonaram as mínimas no final da sessão, com alguns pregões encerrando o dia ligeiramente em alta, após os bancos reduzirem parte das perdas com algum alívio sobre a Grécia, enquanto as farmacêuticas subiram após os Estados Unidos aprovarem um projeto de lei para reformar o sistema da saúde, dando mais clareza ao setor. O índice FTSEurofirst 300, que acompanha as principais empresas do continente, caiu 0,13 por cento, aos 1.064 pontos, tendo atingido uma mínima de 1.052 pontos na sessão.

O setor bancário teve um dos piores desempenho, mas diminui as perdas mais pesadas do início da sessão, quando a incerteza sobre a ajuda da União Europeia à Grécia pesou mais.

O Barclays, HSBC, BNP Paribas e Deutsche Bank perderam entre 0,3 e 1,2 por cento, enquanto o índice do setor bancário grego recuou 2,1 por cento.

No fim de semana, líderes europeus deram sinais conflitantes sobre a ajuda à Grécia, com a chanceler alemã, Angela Merkel, pedindo que Atenas resolva seu problemas de dívida sozinha, enquanto o premiê italiano, Silvio Berlusconi, manifestou seu forte apoio à ajuda da UE.

"Ainda há um grau de preocupação sobre a Grécia, mas como já está em foco há tanto tempo, foi precificado no sentimento do mercado, a menos que algo dramático aconteça" disse Joshua Raymond, estrategista de mercado na City Index.

Nos EUA, a Câmara dos Deputados aprovou a reforma do sistema de saúde que ampliará a cobertura para quase todos os norte-americanos.

O setor farmacêutico teve alta, revertendo as perdas do início do dia. GlaxoSmithKline, AstraZeneca, Shire e Merck subiram entre 0,1 e 0,9 por cento.

Fabricantes de equipamentos hospitalares e serviços também tiveram valorização, com a Fresenius Medical Care, Smith & Nephew e Sonova ganhando entre 1,3 e 3,3 por cento.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em baixa de 0,1 por cento, a 5.644 pontos

Em FRANKFURT, o índice DAX terminou com leve alta de 0,08 por cento, aos 5.987 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 conseguiu uma ligeira alta de 0,07 por cento, para 3.928 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib encerrou em baixa de 0,28 por cento, a 22.622 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou desvalorização de 1,17 por cento, para 10.861 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 teve variação negativa de 1,13 por cento, para 8.001 pontos.

(Reportagem de Harpreet Bhal)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.