LONDRES (Reuters) - O índice europeu de ações fechou em queda pela quarta sessão consecutiva nesta quinta-feira, em meio ao nervosismo de investidores com resultados corporativos após as gigantes Nokia e Microsoft terem divulgado números abaixo do esperado. O índice FTSEurofirst 300 fechou em queda de 0,83 por cento, a 762 pontos, acumulando queda de 8 por cento desde o início de 2009.

As ações da Nokia despencaram 9 por cento após a companhia divulgar resultados piores que o esperado no quarto trimestre. Enquanto isso, o resultado da maior produtora de software do mundo, a Microsoft, também decepcionou investidores. A companhia informou ainda que vai cortar até 5 mil empregos e que vai parar de divulgar previsões de lucro ao longo do ano.

"De um lado, você tem pacotes de estímulo bastante fortes dos governos e, de outro, você tem uma economia extremamente fraca e um quarto trimestre horrível", disse Philippe Gijsels, estrategista-sênior do Fortis Bank.

"Os dois lados estão em conflito no momento, mas eu ainda acho que nós temos uma segunda chance para um mercado com tendência de baixa apresentar um rali até o fim de fevereiro ou início de março e, então, nós voltaremos para baixo novamente porque ainda é um mercado com tendência de baixa", acrescentou.

BT Group mergulhou 9,1 por cento após a instituição ter divulgado que teria 340 milhões de libras em despesas em sua unidade de Global Services para o quarto trimestre e que elas poderiam ofuscar resultados melhores que o esperado do restante do grupo.

Outras ações de tecnologia também caíram, com Alcatel-Lucent, ASML Holding e STMicroelectronics recuando entre 3 e 4,3 por cento.

Os bancos se valorizaram após as fortes perdas recentes. KBC saltou 50 por cento, após a instituição financeira belga ter assegurado 2 bilhões de euros (2,58 bilhões de dólares) em injeção de caixa do governo flamengo.

Commerzbank subiu 1,9 por cento, Lloyds disparou 8,9 por cento e UBS avançou 5,3 por cento.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em queda de 0,19 por cento, a 4.052 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,98 por cento, para 4.219 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 recuou 1,24 por cento, para 2.869 pontos.

Em MILÃO, o índice Mibtel encerrou em baixa de 1,56 por cento, a 13.883 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou desvalorização de 0,87 por cento, para 8.159 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 teve alta de 0,64 por cento, para 6.263 pontos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.