Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsas da Europa recuam com bancos e montadoras

As principais Bolsas européias terminaram em queda, pressionadas pelo declínio nas ações de empresas do setor automotivo após o fracasso das negociações no Senado norte-americano a respeito de um pacote de auxílio às montadoras. Os papéis de bancos também tiveram desempenho fraco diante de receios sobre a crise financeira mundial.

Agência Estado |

Em Londres, o índice FTSE-100 caiu 108,34 pontos, ou 2,47%, e fechou com 4.280,35 pontos. Na semana, o índice acumulou alta de 5,70%. Em Paris, o índice CAC-40 recuou 92,53 pontos, ou 2,80%, e fechou com 3.213,60 pontos, mas subiu 7,55% na semana.

Na Bolsa de Frankfurt, o índice Xetra-Dax teve queda de 103,83 pontos, ou 2,18%, e fechou em 4.663,37 pontos, mas acumulou alta de 6,43% ao longo da semana. Na Bolsa de Madri, o índice Ibex-35 caiu 207,10 pontos, ou 2,26%, para 8.975,50 pontos e registrou avanço de 5,70% na semana.

As ações do setor bancário europeu terminaram em baixa, refletindo os preparativos do mercado para uma nova rodada de anúncio de resultados. Alex Potter, analista da Collins Stewart, disse que os balanços servirão de referência ao mercado.

"Está claro que as baixas contábeis nos mercados de capitais serão recorrentes e provavelmente piores. A tentativa de quantificar estes impactos é quase impossível, mas estes bancos fornecerão indicativos das potenciais surpresas."

Em Paris, o Crédit Agricole caiu 7,54% e o Société Générale 6,74%. Em Londres, o HBOS recuou 22,95%. Na Bolsa de Madri, o Banco Bilbao Vizcaya Argentaria fechou em queda de 3,48% após anunciar que pretende emitir entre 500 milhões e 1 bilhão de euros em uma oferta de ações preferenciais. O Banco Santander, que anunciou um corte de 1.900 funcionários em algumas das empresas que controla no Reino Unido, perdeu 4,25%.

As ações de montadoras também fecharam em queda em meio às incertezas sobre o pacote de auxílio às montadoras norte-americanas. Em Paris, Renault caiu 6,09% e Peugeot 5,02%.

Remando contra a maré turbulenta do setor automotivo, a Daimler anunciou que comprará uma participação de 10% na montadora russa de caminhões Kamaz. Em Frankfurt, as ações da Daimler recuaram 4,20%, enquanto as da Volkswagen perderam 0,17%.

As companhias do setor de petróleo encerraram em baixa, pressionadas pelos temores de desaquecimento na economia mundial e de um conseqüente declínio na demanda pela commodity. A Royal Dutch Shell caiu 3,01%, enquanto a BP perdeu 3,91%. As informações são da Dow Jones.

 

Leia tudo sobre: bolsas

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG