Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsas da Europa operam em sentidos divergentes

As bolsas européias operam em sentidos divergentes, com Londres e Paris em queda e Frankfurt em leve alta, enquanto investidores demonstram cautela diante de dados divulgados na Europa e aguardam mais indicadores econômicos nos EUA. Segundo participantes do mercado, a proximidade do final do ano reduz o volume de negócios, o que favorece volatilidade.

Agência Estado |

Às 8h58 (de Brasília), Londres cedia 0,11%, Paris perdia 1,18% e Frankfurt avançava 0,69%. No mesmo horário, o futuro S&P 500 subia 0,23%.

A balança comercial da zona do euro registrou superávit em outubro de 0,9 bilhão de euros (US$ 1,3 bilhão), ante déficit de 4,5 bilhões de euros em setembro. Economistas esperavam déficit de 5 bilhões de euros.

O índice de confiança empresarial da Alemanha caiu em dezembro para nível recorde de baixa, em meio a preocupações com uma recessão prolongada, mostrou pesquisa do Instituto Ifo.

Na França, pesa o forte declínio das ações do Carrefour e do BNP Paribas. O banco francês disse que sua aquisição planejada de ativos do Fortis não poderá seguir adiante por causa de uma recente decisão judicial e cancelou a reunião de acionistas que aconteceria amanhã. O Tribunal de Apelações de Bruxelas determinou no dia 12 de dezembro que os acionistas do Fortis deveriam votar sobre o acordo e, ontem, o BNP Paribas já havia alertado que retiraria a oferta se a operação não fosse rapidamente concluída.

Carrefour recuava 10,2%, após ter informado que espera que o lucro operacional cresça levemente este ano. Anteriormente, a gigante varejista previa crescimento de 7%. O grupo citou deterioração no consumo nas últimas semanas, especialmente na Europa.

Em Londres, o bom desempenho das ações de fabricantes de remédios e empresas de telecomunicações parcialmente compensa as perdas de petrolíferas e da British Airways. O mercado também reage ao dado de vendas no varejo do Reino Unido, que mostrou aumento acima do previsto em novembro, mas a alta das vendas em base anual, de 1,5%, foi a menor desde fevereiro de 2006.

As ações da British Airways caíam 1,5%. A companhia disse que as negociações de fusão com a australiana Qantas Airways foram encerradas, uma vez que as duas empresas não conseguiram entrar em acordo sobre termos importantes. Segundo a British Airways, as companhias continuarão trabalhando em seu negócio conjunto entre o Reino Unido e a Austrália.

Na Alemanha, a alta da Bolsa reflete o avanço das ações da fabricante de pneus Continental, que disparavam 14% antes de uma decisão da União Européia sobre a aquisição pela Schaeffler, esperada para sexta-feira. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG